sexta-feira, 30 de julho de 2010

MOVIMENTO GAY ESTÁ CONSEGUINDO FECHAR IGREJAS NA ARGENTINA DEPOIS DE APROVADO CASAMENTO HOMOSSEXUAL. FARÃO O MESMO AQUI. CADÊ A CGADB???



A Nova lei recém-aprovada na Argentina que oficializa o casamento entre duas pessoas do mesmo sexo vem deixando evangélicos argentinos em situação vexatória. Após o projeto de lei ter sido sancionado pelo Senado Argentino – uma ação de destruição contra a maior de todas as instituições: a família – a nação gay proclama agora o que chamo de tiro de misericórdia nos evangélicos: a realização de casamentos coletivos e simultâneos de homossexuais em todas as igrejas do país, inclusive as evangélicas. Alguns pastores, por humilhação, outros por vergonha e ainda os que não querem ser presos, estão fechando as portas de suas igrejas e abandonando as cidades.



A catástrofe inesperada que caiu sobre os argentinos vem se dirigindo ao nosso país a passos largos e não há nada que possa deter essa tempestade a não ser uma ação de mobilização geral dos evangélicos brasileiros em sair às ruas e, no segundo momento, elegerem, diante da gravidade do momento, um número expressivo de deputados federais e estaduais (evangélicos) e senadores, os quais possam impedir esta calamidade moral que vem por ai.
Não desejo ser profeta do caos, mas o risco de acontecer no Brasil o que ocorreu na Argentina é enorme. O pior é que muitos evangélicos acreditam que isso nunca acontecerá. O que é estarrecedor é que estamos dormindo e meio cegos com relação às implicações de uma Argentina Já em nossa nação. O que vai acontecer depois daí vai muito mais além do que podemos imaginar.



As parábolas de crise contadas por Jesus são um bom exemplo para nos advertir sobre sermos pegos despreparados diante de catástrofes iminentes. O povo evangélico brasileiro precisa ser sacudido da sua cegueira e nós, lideres evangélicos, necessitamos acordar diante da terrível gravidade do momento. Segundo Jesus, a calamidade virá tão inesperadamente como o ladrão (assaltante)noturno, como o esposo que surge à meia-noite, como o dono da casa que volta dum banquete a altas horas, como o senhor que retorna de uma viagem longa. O alerta do Filho do homem é: “Não se deixem pegar de improviso!”
Estamos vendo a fatalidade aproximar-se, a grande catástrofe está às portas, mas nós estamos descuidados, vivendo como se nada estivesse acontecendo de tão grave, assim como os homens antes do dilúvio e da chuva de fogo.

Este alerta objetiva acordar, escancarar os olhos do nosso povo para a precariedade de sua situação. Como disse Jesus, o terror é iminente, tão inesperado como o assalto, tão terrível como o dilúvio.
Precisamos acordar diante de iminente catástrofe moral que paira sobre os ares da nossa nação. É como na parábola das dez virgens (Mt 25.1-13; Lc 13.22-30), a vinda repentina do esposo (v.6) corresponde à irrupção repentina do dilúvio, ao assalto inesperado, à vinda de improviso do dono da casa chegando dum banquete ou duma viagem. Em todos estes temas, a subtaneidade é imagem da catástrofe que se irrompe inesperadamente. Esta é a mensagem de Jesus: A crise está às portas. Ela chega tão de improviso como, na parábola, o grito: “O esposo vem!”. E fará inexoravelmente a triagem dos homens, ainda que para olhos humanos pareça não haver nenhuma diferença entre eles (Mt 24.40ss; Lc 17.34ss). Desgraçados daqueles que esta hora encontrar despreparados! Portanto, fiquemos vigilantes para não sermos achados dormindo, quando vier a hora da crise!

Estamos recebendo, nestes últimos dias, numerosos e ameaçadores alertas e não estamos nos dando conta da calamidade que se aproxima. A PL 122 e o Programa Nacional de Direitos Humanos são prenúncios de catástrofes a vista.
A mensagem de Jesus para nós evangélicos do Brasil é: A ruína vai cair sobre vocês de modo repentino porque vocês estão dormindo e desavisados, como as cinco virgens da parábola e como o homem que enterrou seu único talento.

Pastores, líderes, povo de Deus em todo Brasil, em face dos alertas de Jesus e da iminente calamidade moral que se aproxima do Brasil, não podemos ficar estado de quem dorme e deixar que a nossa nação seja invadida pela destruição da família. Os evangélicos argentinos, na sua maioria, não acreditavam que a calamidade fosse tão iminente. Ela chegou e os pegou despreparados.
Portanto, evangélicos do país mobilizem-se para orar, saiam às ruas e elejam evangélicos comprometidos com Deus e candidatos que tenham temor no coração. Não deixem a porta se fechar para a liberdade que temos em nosso Brasil.

Lembre-se: Nesta eleição, não estamos lidando com escolhas aleatórias, mas é uma questão de manutenção da moral e dos bons costumes; é um momento onde o dinheiro vale muito pouco, porque o mais importante é o ideal cristão que tem que falar mais alto do que nossas individualidades, preciosismos, egoísmos e problemas pessoais.



Fonte: PoitRema, citado no Família em Foco.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

MUDAMOS A CARA MAS, O CORAÇÃO É TOTAL RESISTÊNCIA!



Resolvemos mudar a aparência conservando conteúdo, o ideal e objetivos primários que norteiam nosso Blog: A RESISTÊNCIA CRISTÃ a tudo que é contrário aos princípios da Palavra de Deus, que atentam contra a DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS, bem como objetivam destruir a FAMÍLIA HETERO-CRISTÃ-MUNDIAL, movimentos promovidos pela ELITE GLOBAL SATANISTA. Sendo colaboradores do Heróico Júlio Severo e de todo Blogueiro que deixe claro não estar alinhado com a MAÇONARIA, que é a razão do avanço da AGENDA GAYZISTA E DA GLOBALIZAÇÃO ANTI-CRISTÃ.

Sobre o assunto da Nova Ordem Mundial, discorria no Blog da Rô, sendo antecipado contudo pelo Pr. Ciro Sanches, o qual tenho um apreço muito grande, tendo ele todo direito de discordar e criticar, desde que num tom respeitoso. E posto nossos comentários em sequida:

Ciro Sanches Zibordi disse...

Prezada irmã Rô,

Parabéns pelo seu blog, que está excelente! É muito bom que Deus levante cada vez mais pessoas biblicamente equilibradas para discorrer sobre os assuntos ligados à família. Que Deus abençoe o seu ministério!

Em Cristo,

CSZ

p.s. Grato pela divulgação de meu artigo sobre a escatologia aterrorizante.

28 de julho de 2010 09:05

CONFERENCISTA RICARDO RIBEIRO disse...

Amiga Rô, sobre a realidade dos Iluminatis e Nova Ordem Mundial, bem como a Resistência ao Movimento Ditador Gay, temas prioritários do meu humilde Blog, afirmo que merecem uma atenção mais solidária, justa, honesta e urgente por parte dos literatas cristãos, da mesma forma e paciência com que tratamos com a maioria dos Pastores que permitem nossa humilhação coletiva com os escândalos que promovem, sendo até investigados pela Polícia Federal. Devendo os tais condenar os erros e desvios doutrinários de alguns que afirmavam "Fazer parte" da Resistência mas, revelaram estar dirigidos pelas forças das trevas e me refiro categoricamente ao Rúbens, que aproveitando-se dos vídeos do Youtube que denunciam os planos da Elite Global Anti-Cristã, e editando os mesmos, vendeu muito DVD. Foi apenas mais um aproveitador que a Máscara Caiu.

Nossos lideres precisam ser imparciais e investigarem a fundo e divulgarem os planos ardilosos do inimigo, sob pena de cooperarem com eles na implantação dos seus planos maléficos. Há um provérbio árabe que afirma: "Quando o Pastor coopera com o lobo, os cães deixam de ladrar".

Já se perguntaram porque tais lideres influentes, não usam sua influência real ou virtual para combater por exemplo, O Movimento Gay? Ou revelar algo sobre a Maçonaria que apóia o Movimento Gay? Eles não podem, pois são controlados pela Maçonaria que faz avançar a Agenda Gay, que por sua vez quer a Destruição da Família. Os tais estão politicamente comprometidos até o pescoço. Não seria mais interessante defender este Interesse Hetero-Familiar-Mundial? Do que defender os interesses de Um Governo que usa as Missões Cristãs Transculturais para implantar sua Política Global, por isso é tão odiado no mundo, especialmente o Mundo Muçulmano, fazendo reviver as Cruzadas Medievais, além de ter sido rejeitado em 80 %, por sua própria população, me refiro ao Governo dos EUA e não aos amados Americanos.

Gostaria muito de ver mais misericórdia, compreensão e justiça para com quem analisa este tema, pois é bíblico: “EXAMINAI TUDO, RETENDE O BEM”. Afirmar que tais fatos publicados nos vídeos, em sua maioria, no Youtube, não refletem a realidade, é substimar nossa inteligência e repetir no meio evangélico o que eles fazem no sistema: INTIMIDAR E POR UMA MORDAÇA DA MÍDIA “EVANGÉLICA”. Não me intimido com nada, nem com ninguém. Trabalho com Presidiários e Policiais. Estou acostumado com Tensão, Apreensão, Covardia, Perseguição, Angústia, Adversidades, inclusive a expulsar Demônios. De um Gabinete “Pastoral” com ar-condicionado é muito fácil emitir pareceres fundamentados em Preconceitos ou Manipulações Políticas. Na época de Carlos Finney, Apostolo de Grandes Avivamentos, não havia comentários sobre a nova ordem mas, nem por isso muitos “Pastores” (Falsos), deixaram de denegrir a Imagem e a obra daquele Grande Homem de Deus.

Muitos sequer, tiveram a curiosidade de ver pelo menos, o vídeo no qual Jonh Kenedy revela os planos da elite global e que iria por fim a guerra do Vietnã, vindo por isso a ser assassinado. Se eu vendo Mísseis, do que eu preciso prá o meu Comércio não parar? De Guerras! Se eu vendo Remédios, do que eu preciso pra meu negócio não fechar? De Doenças! Sequer viram o Conselho da Europa afirmando que a Pandemia da gripe H1N1 nunca existiu. Veja os vídeos abaixo e tirem suas próprias conclusões:

http://www.youtube.com/watch?v=0CVU-35PCGc –

Conselho da Europa prova que a Pandemia da Gripe A, nunca existiu.

http://www.youtube.com/watch?v=6SvNKimvjno –

Revelação de John Kenedy sobre Elite Global que o levou a Morte.

28 de julho de 2010 20:04

CONFERENCISTA RICARDO RIBEIRO disse...

Sobre o assunto em foco, enviei ao estimado Pr. Ciro Sanches o comentário que segue:

CONFERENCISTA RICARDO RIBEIRO disse...
É um prazer tê-lo por perto, estimado Pr. Ciro. A Igreja brasileira é sempre grata a Deus por sua vida e serviços prestados para o Reino. Acompanho o Tema da Nova Ordem antes mesmo do Rubens dos DVDs, entrar em cena. lamento que o pecado do Orgulho Luciferiano acometeu seu coração, o desviando do verdadeiro objetivo: DESPERTAR A IGREJA. Até então, peneirando o conteúdo divulgacional dele, é inegável, 80% é verdade.

Como Escartologista, não vi nenhuma linha concreta, apenas informações apresentadas a ermo, tal qual a maioria dos nossos pregadores pentecostais, de Mensagens EVANGELÁSTICAS. O que não nega-lhes a verdade.

Prego há 32 anos, desde os meus quatro anos e vejo Satanaz abater um após outro, por não saberem lidar com o "Destaque", a obra de muitos porém, permanece útil. À exemplo de Caio Fábio, quando teve seu "Acidente Espiritual", e sua obra não perdeu seu valor Doutrinário Cristão, da mesma forma não perde o valor informativo daquilo que é verdadeiro no caso em tela. No meu Blog postei a foto de um Juíz dando-lhe cartão vermelho e afirmando: A BÍBLIA É A PALAVRA DE DEUS.

Contudo, para sermos justos, peço-lhe que aprecie e interfira também na divulgação da obra de Russel Norman Champlin, que entre outras coisas, afirma sua crença em SATYA SAY BABA, indiano considerado um deus que faz milagres; No Restauracionismo (inclusive de Satanaz); e menciona que Jesus "...tinha uma velha teologia ultrapassada", Enciclopédia de Bíblia, Teologia e Filosofia. (Direi as páginas posteriormente) A CPAD também divulga seus escritos. Feito isto, não teremos dois pesos e duas medidas e faremos uma marcante homenagem ao Direito e à Justiça. Reitero votos de estima e mais elevada consideração em Cristo Jesus.

Ricardo Ribeiro de França
Bel. Conferencista, Capelão Prisional e Militar UNIPAS - International Union of Pastors and Volunteer Chaplains. Sede New Jersey/USA. Membro AD - PB.
28 de julho de 2010 20:04

Eles também estão 'PARANÓICOS'! Conselho da Europa: "A pandemia de gripe A nunca existiu"



H1N1: EURONEWS INFORMA, PANDEMIA DE GRIPE SUINA NUNCA EXISTIU!

>> TERÇA-FEIRA, 8 DE JUNHO DE 2010

6 de junho de 2010 — "A pandemia de gripe A nunca existiu". Esta é a conclusão do relatório aprovado ontem pela assembleia parlamentar do Conselho da Europa, que acusa a Organização Mundial de Saúde (OMS) de ter "sobrestimado o vírus H1N1".



A investigação, chefiada pelo deputado britânico Paul Flynn, denuncia o "desperdício de fundos públicos na compra de vacinas" e as "ligações entre os peritos da OMS e os laboratórios farmacêuticos". Assista ao video:


terça-feira, 27 de julho de 2010

JUDAÍSMO X SIONISMO: JUDEUS ORTODOXOS PROTESTAM CONTRA SIONISMO EM ISREAL.


Judaísmo não é sionismo

Enviado por luisnassif, ter, 01/08/2006 - 14:21

Do leitor Daniel, judeu e filho de imigrantes.

Penso que os judeus devem urgentemente fazer o seu dever de casa. Sou filho de imigrantes judeus e fiz o meu. Rabinos e estudiosos judeus SÃO CONTRA O SIONISMO. Só não são contra aqueles que são reféns do poderoso e temido movimento sionista, ou aqueles que não se deram ao mínimo trabalho de pesquisar a história recente de seu povo, e principalmente, compreender que estes massacres efetuados pelas forças de "defesa" de Israel são motivados por crenças que não são não judaicas e que por razões óbvias não são divulgadas na imprensa.


Recomendo a todos aceitar a IGUALDADE. Qualquer pensamento de superioridade é puro engano cultural. Recomendo ver FOTOS e VÍDEOS de pessoas reais, crianças reais mortas sem qualquer sentido militar ou político. Vejam de coração aberto, compreendam a humanidade que existe em todos nós, e também a monstruosidade de uns poucos que usam a todos nós para avançar seu domínio mundial. Judaísmo não é sionismo, e este é o maior e mais perigoso engano de todos.


PARA OS ORTODOXOS, A PRÓPRIA ESTRELA DE DAVI É UM SÍMBOLO PAGÃO. O VERDADEIRO SÍMBOLO DE ISRAEL É A MENORÁ.VEJA ABAIXO:




sábado, 24 de julho de 2010

Encontrada a Arca de Noé - Deus lembra do último fim da Humanidade e dá o último aviso.




Um grupo de pesquisadores formado por especialistas turcos e chineses assegura ter localizado a bíblica arca de Noé no Monte Ararate [foto], segundo informou nesta quarta-feira a imprensa turca. Um dos membros do grupo, o documentarista chinês Yang Ving Cing, assegurou que foi localizada uma estrutura de madeira antiga a uma altitude de 4 mil metros, no Ararate, situado a leste da Turquia, perto da fronteira com o Irã. O explorador, membro de uma organização internacional dedicada à busca da mítica [sic] embarcação na qual Noé e sua família escaparam do dilúvio universal, garantiu que os restos encontrados têm 4.800 anos de idade.

“Não é cem por cento seguro que seja a arca, mas pensamos que haja 99,9 por cento de chances”, indicou Ving em declarações à agência turca Anadolu. “A estrutura do barco tem muitos compartimentos e isso indica que podem ser os espaços nos quais ficaram localizados os animais.”

Ele também explicou que o governo turco foi contatado com o pedido de proteção da região a fim de que possam ser iniciadas as escavações e acrescentou que será solicitado à Unesco que inclua essa região em sua lista de patrimônios da humanidade.

Não é a primeira vez que grupos de pesquisadores da arca asseguram haver localizado a embarcação no Ararate, a montanha mais alta da Turquia, onde a Bíblia narra que Noé desceu quando as águas do dilúvio universal baixaram.

(Agência EFE)

Nota: Está aí a notícia divulgada pela agência de notícias EFE. Não é a primeira vez que algo assim é noticiado, por isso é preciso cautela e paciência para aguardar novas pesquisas e descobertas. Creio ser possível que a arca esteja preservada, mas se realmente será encontrada, só o tempo dirá. Agora note a observação sem sentido feita no site Ciência Hoje, que também divulgou o achado: “Há ainda outros especialistas que apontam ser mesmo impossível um barco naufragar a uma altitude superior a três mil metros, o que impossibilita a veracidade dessa lenda [sic] comum ao cristianismo, judaísmo e islamismo, segundo a qual Deus decidiu criar um dilúvio, tendo, antes disso, dito a Noé, um dos seus seguidores, para construir uma arca e salvar um par de cada espécie animal.” Quem disse que o Ararate tinha mais de três mil metros de altura quando o dilúvio teve fim? Esquecem-se de que as grandes cordilheiras e muitas formações montanhosas têm sido soerguidas ainda hoje pela ação da tectonia de placas? Imagino que tipo de “explicações” esses “especialistas” darão caso a arca seja mesmo localizada algum dia...[MB]

Fonte: Pesquisadores creem ter encontrado arca de Noé



OS SETE ESPAÇOS ENCONTRADOS, REVELARAM:

quarta-feira, 21 de julho de 2010

DEPUTADO ZÉ BRUNO VAI A PLENÁRIO CONTRA A LEI DA HOMOFOBIA


O deputado estadual José Bruno (e vocalista da banda Resgate) foi ao plenário, durante o grande expediente, para defender sua posição contrária ao Projeto de Lei que criminaliza a homofobia. Segundo essa lei, toda opinião contrária a qualquer manifestação homossexual deve ser tratada como crime. Com isso, as pessoas deixarão de ter a liberdade de emitir opinião contrária ou expressão.

Em seu pronunciamento o deputado José Bruno questionou: “Será que a minha opinião contrária a algo que não concordo pode fazer de mim um criminoso?” Para ele, isso é preocupante porque tolhe a liberdade que qualquer pessoa tem de ter opinião diferente, além de abrir perigosos precedentes.

Também bispo da Igreja Renascer, o deputado José Bruno deu como exemplo o fato de um pastor se declarar homossexual e, por esse motivo, não poder ser afastado de suas atividades pastorais porque pode evocar a Lei da Homofobia. “Onde fica o direito das pessoas? São elas que terão de sair pelo fato de terem convicção de que tal situação é incompatível com sua profissão de fé?”

Para defender o direito daqueles que desejam continuar expressando suas opiniões livremente, o deputado José Bruno enviou ao presidente do Senado Federal a Moção 23/2007. “Sou contra discriminação de raça, cor, credo, sexo e outras, mas, é preciso resguardar a liberdade daqueles que têm opiniões diferentes, como é o caso dos que não concordam com essa Lei. Liberdade de expressão é diferente de discriminação”, explicou o deputado.

Por Supergospel

terça-feira, 20 de julho de 2010

AS 95 TESES DE MARTINHO LUTHERO - PRECISAMOS DE UMA REFORMA URGENTE!


As 95 Teses de Martinho Lutero

Com um desejo ardente de trazer a verdade à luz, as seguintes teses serão defendidas em Wittenberg sob a presidência do Rev. Frei Martinho Lutero, Mestre de Artes, Mestre de Sagrada Teologia e Professor oficial da mesma. Ele, portanto, pede que todos os que não puderem estar presentes e disputar com ele verbalmente, façam-no por escrito.

Em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Amém.

1. Ao dizer: "Fazei penitência", etc. [Mt 4.17], o nosso Senhor e Mestre Jesus Cristo quis que toda a vida dos fiéis fosse penitência.

2. Esta penitência não pode ser entendida como penitência sacramental (isto é, da confissão e satisfação celebrada pelo ministério dos sacerdotes).

3. No entanto, ela não se refere apenas a uma penitência interior; sim, a penitência interior seria nula se, externamente, não produzisse toda sorte de mortificação da carne.

4. Por conseqüência, a pena perdura enquanto persiste o ódio de si mesmo (isto é a verdadeira penitência interior), ou seja, até a entrada do reino dos céus.

5. O papa não quer nem pode dispensar de quaisquer penas senão daquelas que impôs por decisão própria ou dos cânones.

6. O papa não tem o poder de perdoar culpa a não ser declarando ou confirmando que ela foi perdoada por Deus; ou, certamente, perdoados os casos que lhe são reservados. Se ele deixasse de observar essas limitações, a culpa permaneceria.



7. Deus não perdoa a culpa de qualquer pessoa sem, ao mesmo tempo, sujeitá-la, em tudo humilhada, ao sacerdote, seu vigário.

8. Os cânones penitenciais são impostos apenas aos vivos; segundo os mesmos cânones, nada deve ser imposto aos moribundos.

9. Por isso, o Espírito Santo nos beneficia através do papa quando este, em seus decretos, sempre exclui a circunstância da morte e da necessidade.

10. Agem mal e sem conhecimento de causa aqueles sacerdotes que reservam aos moribundos penitências canônicas para o purgatório.

11. Essa cizânia de transformar a pena canônica em pena do purgatório parece ter sido semeada enquanto os bispos certamente dormiam.

12. Antigamente se impunham as penas canônicas não depois, mas antes da absolvição, como verificação da verdadeira contrição.

13. Através da morte, os moribundos pagam tudo e já estão mortos para as leis canônicas, tendo, por direito, isenção das mesmas.

14. Saúde ou amor imperfeito no moribundo necessariamente traz consigo grande temor, e tanto mais quanto menor for o amor.

15. Este temor e horror por si sós já bastam (para não falar de outras coisas) para produzir a pena do purgatório, uma vez que estão próximos do horror do desespero.

16. Inferno, purgatório e céu parecem diferir da mesma forma que o desespero, o semidesespero e a segurança.

17. Parece necessário, para as almas no purgatório, que o horror devesse diminuir à medida que o amor crescesse.

18. Parece não ter sido provado, nem por meio de argumentos racionais nem da Escritura, que elas se encontrem fora do estado de mérito ou de crescimento no amor.

19. Também parece não ter sido provado que as almas no purgatório estejam certas de sua bem-aventurança, ao menos não todas, mesmo que nós, de nossa parte, tenhamos plena certeza disso.

20. Portanto, por remissão plena de todas as penas, o papa não entende simplesmente todas, mas somente aquelas que ele mesmo impôs.

21. Erram, portanto, os pregadores de indulgências que afirmam que a pessoa é absolvida de toda pena e salva pelas indulgências do papa.

22. Com efeito, ele não dispensa as almas no purgatório de uma única pena que, segundo os cânones, elas deveriam ter pago nesta vida.

23. Se é que se pode dar algum perdão de todas as penas a alguém, ele, certamente, só é dado aos mais perfeitos, isto é, pouquíssimos.



24. Por isso, a maior parte do povo está sendo necessariamente ludibriada por essa magnífica e indistinta promessa de absolvição da pena.

25. O mesmo poder que o papa tem sobre o purgatório de modo geral, qualquer bispo e cura tem em sua diocese e paróquia em particular.

26. O papa faz muito bem ao dar remissão às almas não pelo poder das chaves (que ele não tem), mas por meio de intercessão.

27. Pregam doutrina mundana os que dizem que, tão logo tilintar a moeda lançada na caixa, a alma sairá voando [do purgatório para o céu].

28. Certo é que, ao tilintar a moeda na caixa[1], pode aumentar o lucro e a cobiça; a intercessão da Igreja, porém, depende apenas da vontade de Deus.

29. E quem é que sabe se todas as almas no purgatório querem ser resgatadas, como na história contada a respeito de São Severino e São Pascoal?

30. Ninguém tem certeza da veracidade de sua contrição, muito menos de haver conseguido plena remissão.

31. Tão raro como quem é penitente de verdade é quem adquire autenticamente as indulgências, ou seja, é raríssimo.

32. Serão condenados em eternidade, juntamente com seus mestres, aqueles que se julgam seguros de sua salvação através de carta de indulgência.

33. Deve-se ter muita cautela com aqueles que dizem serem as indulgências do papa aquela inestimável dádiva de Deus através da qual a pessoa é reconciliada com Ele.

34. Pois aquelas graças das indulgências se referem somente às penas de satisfação sacramental, determinadas por seres humanos.

35. Os que ensinam que a contrição não é necessária para obter redenção ou indulgência, estão pregando doutrinas incompatíveis com o cristão.

36. Qualquer cristão que está verdadeiramente contrito tem remissão plena tanto da pena como da culpa, que são suas dívidas, mesmo sem uma carta de indulgência.

37. Qualquer cristão verdadeiro, vivo ou morto, participa de todos os benefícios de Cristo e da Igreja, que são dons de Deus, mesmo sem carta de indulgência.

38. Contudo, o perdão distribuído pelo papa não deve ser desprezado, pois – como disse – é uma declaração da remissão divina[2].

39. Até mesmo para os mais doutos teólogos é dificílimo exaltar simultaneamente perante o povo a liberalidade de indulgências e a verdadeira contrição.[3]

40. A verdadeira contrição procura e ama as penas, ao passo que a abundância das indulgências as afrouxa e faz odiá-las, ou pelo menos dá ocasião para tanto.[4]

41. Deve-se pregar com muita cautela sobre as indulgências apostólicas, para que o povo não as julgue erroneamente como preferíveis às demais boas obras do amor.[5]

42. Deve-se ensinar aos cristãos que não é pensamento do papa que a compra de indulgências possa, de alguma forma, ser comparada com as obras de misericórdia.

43. Deve-se ensinar aos cristãos que, dando ao pobre ou emprestando ao necessitado, procedem melhor do que se comprassem indulgências.[6]

44. Ocorre que através da obra de amor cresce o amor e a pessoa se torna melhor, ao passo que com as indulgências ela não se torna melhor, mas apenas mais livre da pena.

45. Deve-se ensinar aos cristãos que quem vê um carente e o negligencia para gastar com indulgências obtém para si não as indulgências do papa, mas a ira de Deus.

46. Deve-se ensinar aos cristãos que, se não tiverem bens em abundância, devem conservar o que é necessário para sua casa e de forma alguma desperdiçar dinheiro com indulgência.

47. Deve-se ensinar aos cristãos que a compra de indulgências é livre e não constitui obrigação.

48. Deve ensinar-se aos cristãos que, ao conceder perdões, o papa tem mais desejo (assim como tem mais necessidade) de oração devota em seu favor do que do dinheiro que se está pronto a pagar.

49. Deve-se ensinar aos cristãos que as indulgências do papa são úteis se não depositam sua confiança nelas, porém, extremamente prejudiciais se perdem o temor de Deus por causa delas.

50. Deve-se ensinar aos cristãos que, se o papa soubesse das exações dos pregadores de indulgências, preferiria reduzir a cinzas a Basílica de S. Pedro a edificá-la com a pele, a carne e os ossos de suas ovelhas.

51. Deve-se ensinar aos cristãos que o papa estaria disposto – como é seu dever – a dar do seu dinheiro àqueles muitos de quem alguns pregadores de indulgências extorquem ardilosamente o dinheiro, mesmo que para isto fosse necessário vender a Basílica de S. Pedro.

52. Vã é a confiança na salvação por meio de cartas de indulgências, mesmo que o comissário ou até mesmo o próprio papa desse sua alma como garantia pelas mesmas.

53. São inimigos de Cristo e do Papa aqueles que, por causa da pregação de indulgências, fazem calar por inteiro a palavra de Deus nas demais igrejas.

54. Ofende-se a palavra de Deus quando, em um mesmo sermão, se dedica tanto ou mais tempo às indulgências do que a ela.

55. A atitude do Papa necessariamente é: se as indulgências (que são o menos importante) são celebradas com um toque de sino, uma procissão e uma cerimônia, o Evangelho (que é o mais importante) deve ser anunciado com uma centena de sinos, procissões e cerimônias.

56. Os tesouros da Igreja, a partir dos quais o papa concede as indulgências, não são suficientemente mencionados nem conhecidos entre o povo de Cristo.

57. É evidente que eles, certamente, não são de natureza temporal, visto que muitos pregadores não os distribuem tão facilmente, mas apenas os ajuntam.

58. Eles tampouco são os méritos de Cristo e dos santos, pois estes sempre operam, sem o papa, a graça do ser humano interior e a cruz, a morte e o inferno do ser humano exterior.

59. S. Lourenço disse que os pobres da Igreja são os tesouros da mesma, empregando, no entanto, a palavra como era usada em sua época.

60. É sem temeridade que dizemos que as chaves da Igreja, que foram proporcionadas pelo mérito de Cristo, constituem estes tesouros.




61. Pois está claro que, para a remissão das penas e dos casos especiais, o poder do papa por si só é suficiente.[7]

62. O verdadeiro tesouro da Igreja é o santíssimo Evangelho da glória e da graça de Deus.

63. Mas este tesouro é certamente o mais odiado, pois faz com que os primeiros sejam os últimos.

64. Em contrapartida, o tesouro das indulgências é certamente o mais benquisto, pois faz dos últimos os primeiros.

65. Portanto, os tesouros do Evangelho são as redes com que outrora se pescavam homens possuidores de riquezas.

66. Os tesouros das indulgências, por sua vez, são as redes com que hoje se pesca a riqueza dos homens.

67. As indulgências apregoadas pelos seus vendedores como as maiores graças realmente podem ser entendidas como tais, na medida em que dão boa renda.

68. Entretanto, na verdade, elas são as graças mais ínfimas em comparação com a graça de Deus e a piedade da cruz.

69. Os bispos e curas têm a obrigação de admitir com toda a reverência os comissários de indulgências apostólicas.

70. Têm, porém, a obrigação ainda maior de observar com os dois olhos e atentar com ambos os ouvidos para que esses comissários não preguem os seus próprios sonhos em lugar do que lhes foi incumbidos pelo papa.

71. Seja excomungado e amaldiçoado quem falar contra a verdade das indulgências apostólicas.

72. Seja bendito, porém, quem ficar alerta contra a devassidão e licenciosidade das palavras de um pregador de indulgências.

73. Assim como o papa, com razão, fulmina aqueles que, de qualquer forma, procuram defraudar o comércio de indulgências,

74. muito mais deseja fulminar aqueles que, a pretexto das indulgências, procuram fraudar a santa caridade e verdade.

75. A opinião de que as indulgências papais são tão eficazes a ponto de poderem absolver um homem mesmo que tivesse violentado a mãe de Deus, caso isso fosse possível, é loucura.

76. Afirmamos, pelo contrário, que as indulgências papais não podem anular sequer o menor dos pecados venais no que se refere à sua culpa.

77. A afirmação de que nem mesmo São Pedro, caso fosse o papa atualmente, poderia conceder maiores graças é blasfêmia contra São Pedro e o Papa.

78. Dizemos contra isto que qualquer papa, mesmo São Pedro, tem maiores graças que essas, a saber, o Evangelho, as virtudes, as graças da administração (ou da cura), etc., como está escrito em I.Coríntios XII.

79. É blasfêmia dizer que a cruz com as armas do papa, insigneamente erguida, eqüivale à cruz de Cristo.

80. Terão que prestar contas os bispos, curas e teólogos que permitem que semelhantes sermões sejam difundidos entre o povo.

81. Essa licenciosa pregação de indulgências faz com que não seja fácil nem para os homens doutos defender a dignidade do papa contra calúnias ou questões, sem dúvida argutas, dos leigos.

82. Por exemplo: Por que o papa não esvazia o purgatório por causa do santíssimo amor e da extrema necessidade das almas – o que seria a mais justa de todas as causas –, se redime um número infinito de almas por causa do funestíssimo dinheiro para a construção da basílica – que é uma causa tão insignificante?

83. Do mesmo modo: Por que se mantêm as exéquias e os aniversários dos falecidos e por que ele não restitui ou permite que se recebam de volta as doações efetuadas em favor deles, visto que já não é justo orar pelos redimidos?

84. Do mesmo modo: Que nova piedade de Deus e do papa é essa que, por causa do dinheiro, permite ao ímpio e inimigo redimir uma alma piedosa e amiga de Deus, mas não a redime por causa da necessidade da mesma alma piedosa e dileta por amor gratuito?

85. Do mesmo modo: Por que os cânones penitenciais – de fato e por desuso já há muito revogados e mortos – ainda assim são redimidos com dinheiro, pela concessão de indulgências, como se ainda estivessem em pleno vigor?

86. Do mesmo modo: Por que o papa, cuja fortuna hoje é maior do que a dos ricos mais crassos, não constrói com seu próprio dinheiro ao menos esta uma basílica de São Pedro, ao invés de fazê-lo com o dinheiro dos pobres fiéis?

87. Do mesmo modo: O que é que o papa perdoa e concede àqueles que, pela contrição perfeita, têm direito à plena remissão e participação?

88. Do mesmo modo: Que benefício maior se poderia proporcionar à Igreja do que se o papa, assim como agora o faz uma vez, da mesma forma concedesse essas remissões e participações cem vezes ao dia a qualquer dos fiéis?

89. Já que, com as indulgências, o papa procura mais a salvação das almas do que o dinheiro, por que suspende as cartas e indulgências, outrora já concedidas, se são igualmente eficazes?

90. Reprimir esses argumentos muito perspicazes dos leigos somente pela força, sem refutá-los apresentando razões, significa expor a Igreja e o papa à zombaria dos inimigos e fazer os cristãos infelizes.

91. Se, portanto, as indulgências fossem pregadas em conformidade com o espírito e a opinião do papa, todas essas objeções poderiam ser facilmente respondidas e nem mesmo teriam surgido.

92. Portanto, fora com todos esses profetas que dizem ao povo de Cristo "Paz, paz!" sem que haja paz!

93. Que prosperem todos os profetas que dizem ao povo de Cristo "Cruz! Cruz!" sem que haja cruz![8]

94. Devem-se exortar os cristãos a que se esforcem por seguir a Cristo, seu cabeça, através das penas, da morte e do inferno.

95. E que confiem entrar no céu antes passando por muitas tribulações do que por meio da confiança da paz.

[1517 A.D.]

sexta-feira, 16 de julho de 2010

JUÍZA ARGENTINA SE NEGA A CASAR GAYS, MESMO QUE CUSTE A SUA PRÓPRIA VIDA.


Uma juíza de paz argentina afirmou nesta sexta-feira que jamais realizará o casamento de casais homossexuais, um dia depois de o Senado aprovar uma lei que autoriza essas uniões.

"Que me acusem do que quiser. Deus me diz uma coisa e eu vou obedecer com todo rigor, mesmo que custe meu cargo, e mesmo que me custe a vida", afirmou Marta Covella, juíza de paz da cidade de General Pico.


"Fui criada lendo a Bíblia e sei o que Deus pensa. Deus ama a todos, mas não aprova as coisas ruins que as pessoas fazem. E uma relação entre homossexuais é uma coisa ruim diante dos olhos de Deus", assinalou ainda.

A Argentina se converteu na madrugada de quinta-feira no primeiro país da América Latina a autorizar o casamento entre homossexuais, com uma histórica e longa votação no Senado.

A lei foi aprovada com 33 votos a favor, 27 contra e 3 abstenções, depois de uma sessão que durou mais de 14 horas e apesar da oposição da Igreja católica, que liderou uma intensa mobilização social para impedir a aprovação do projeto.

A nova legislação propõe reformar o Código Civil mudando a fórmula de "marido e mulher" pelo termo "contraentes" e prevê igualar os direitos dos casais homossexuais com os dos heterossexuais, incluindo os direitos de adoção, herança e benefícios sociais.

A Igreja lançou na última semana uma forte ofensiva contra a lei e mobilizou na terça-feira milhares de seus fieis para pressionar contra sua aprovação.

Fonte: Folha.com

sábado, 10 de julho de 2010

SEM APOIO DO JESUS VERDADEIRO, HOMOSSEXUAIS CRIAM JESUS FALSO QUE USA 666, PARA APOIAR SEU MOVIMENTO.


Leitores, ultimamente vêm aparecendo questões, paradigmas e heresias constrangedoras no segmento cristão. Quando tais adventos vêm na ordem do doutrinário, tudo bem. Fica até fácil de refutá-los a luz da Palavra de Deus.

O pior mesmo é quando alguém se auto-intitula o Verbo encarnado. A esperança dos aflitos – O

próprio Deus em pessoa na terra. Pode parecer irônico – Mas não é. Tudo que estou falando aqui e muito mais é o caso de José Luis de Jesus. O conhecido e chamado Jesus Hombre (homem) vem confundindo a cada dia mais e mais pessoas que o tem como Salvador deste mundo.



Interessante é que o numero 666, associado na Palavra de Deus como numero da Besta, para os seguidores de Jesus Hombre (homem) 666 é o seu numero de cartão de vista. Bastam ver os vídeos como o que posto aqui pra ver/observar uniformes picantes, coreografias esbanjadoras e insinuações desenhadas ou verbalizadas com a sigla 666.




Devemos tomar cuidado, a Palavra nos exorta dizendo que nos últimos dias viriam muitos dizendo ser o Cristo. Este Jesus foi fabricado pelos Homossexuais tendo em vista que não recebem apoio do Jesus Verdadeiro e bíblico. A Igreja precisa esta alerta.



quarta-feira, 7 de julho de 2010

Anjos teriam aparecido a Samuel Doctoriam e revelado Juízos de Deus sobre as nações dos cinco continentes.



Rev. Samuel Doctorian 
Pregando no Brasil em Joinvile.

Anjos teriam aparecido a Samuel Doctorian e revelado juízos de Deus sobre as nações dos 5 continentes da Terra

Uma profecia a respeito do final dos tempos tem circulado de mão em mão entre cristãos e pela Internet, a rede mundial de computadores.

A profecia, de autoria do pastor Samuel Doctorian, foi, segundo ele diz, recebida há três anos na famosa Ilha de Patmos, mesmo local onde o apóstolo João teve as revelações descritas no livro de Apocalipse, há cerca de 1900 anos
Samuel Doctorian é um cristão de dupla nacionalidade — libanês e americano — conhecido praticamente em todo o mundo. Cresceu, conheceu a Cristo na Igreja do Nazareno de Jerusalém e ali começou a pregar o evangelho, há 53 anos. Possui ligações estreitas com o Brasil e com brasileiros. É considerado pai espiritual do pastor Caio Fábio D’Araújo Filho. Um de seus filhos casou-se no ano passado com a filha do Pastor Ageo Silva, um dos vice-presidentes do Bradesco e pastor da Comunidade Cristã de Vila Iara, em Osasco. Possui reputação de ser homem de Deus.

Estas credenciais abriram as portas para Doctorian em todo o mundo, quando ele tornou pública a visão que afirma ter tido em Patmos. Desde o final do ano passado ele tem viajado por muitos países para compartilhar o que considera uma atribuição direta de Deus, revelada pelos cinco principais anjos de cada continente.

A visão é aterradora, para alguns, mas enche o coração de outros de fé. É uma palavra destinada a aproximar incrédulos de Deus e de renovar alianças quebradas entre cristãos envolvidos pela indiferença. Da mesma forma, é uma palavra que precisa ser analisada à luz da Bíblia.

O incrédulo que ler o texto poderá se aproximar de Deus em razão do temor que ele produz. O cristão, entretanto, poderá ver no texto o que Deus espera de Sua Igreja, sobretudo no que se refere à unidade do Corpo de Cristo e ao amor aos perdidos.
Samuel Doctorian tem ministrado em várias igrejas no Brasil. Em razão da repercussão que a profecia tem tido, e do interesse despertado entre cristãos e não-cristãos, o Jornal Hoje publica, nas páginas seguintes, o texto na íntegra, sem qualquer intenção de torná-lo crível ou tampouco desacreditá-lo.

A profecia se refere particularmente ao Brasil. Segundo Doctorian afirma ter ouvido, o rio Amazonas se tornará como ‘um oceano’ e deixará grande parte da floresta Amazônica submersa. Ainda segundo o texto, as principais cidades do Brasil seriam destruídas por terremotos. A profecia contraria afirmações da maioria dos geólogos, segundo os quais a possibilidade de terremotos de larga escala acontecerem no Brasil é remota, em razão da idade e constituição do subsolo que compõe a região.

A decisão pela publicação do texto está baseado no princípio bíblico exposto no livro de Deuteronômio, cápítulo 18, versículo 22: Quando o tal profeta falar em nome do Senhor, e o que disse não acontecer nem se realizar, essa palavra não procede do Senhor. Com soberba a falou o tal profeta. Nã tenhas temor dele. Ao leitor, cabe a função de examinar o texto, avaliá-lo e deixar que o tempo se encarregue de levar a Igreja a confirmar ou rejeitar a profecia.

Veja a íntegra da profecia que teria sido revelada a Samuel Doctorian:


Profecia do Dr. Samuel Doctorian, Diretor da Bíblia Lands Mission acerca dos tempos, intitulada ‘Os Cincos Anjos dos Continentes’, em 16 de agosto de 1998, na Ilha de Patmos. Esta mensagem foi transcrita por Ruthanne Galok, a partir de uma fita cassete recebida em Singapura, em 30 de agosto de 1998. A fita foi trazida por Wee Tiong Howe, um cristão que acabara de voltar da ilha de Patmos. onde estivera em oração com um pequeno grupo de singapureanos. Ali, Samuel Doctorian relatou-lhes a experiência.
Falta da prática do amor entristece o Espírito

‘Eu estava sozinho em uma casa alugada na Ilha de Patmos já há várias semanas, a fim de orar e buscar ao Senhor. Descobri uma pequena igreja -- a St. Nicholas Chapel -- e lá derramei o meu coração diante de Deus. Descobri uma pedra na encosta de uma colina onde ia me sentar e orar -- meditando e lendo a Bíblia. Comi muito pouco durante todos aqueles dias. Diversas vezes fui até a caverna de João, onde ele teria visto o grande Apocalipse.

Enquanto meditava durante o período de um mês naquele lugar solitário, pensei: Gostaria de saber se o Senhor algum dia enviará o décimo anjo. "Eu já vira anjos nove vezes anteriormente. Já vira um anjo que livrara uma mulher do enforcamento no alto Egito.

Vi o nono anjo em Beirute, em meio à guerra. O anjo acordou-me fisicamente às três horas da madrugada e me disse para sair imediatamente do País. Sou grato ao Senhor até hoje -- não sei o que teria acontecido comigo se o anjo não tivesse vindo. Os céus contarão isto algum dia.

Assim, eu imaginava se algum dia eu veria um anjo pela décima vez. Havia ocasiões enquanto orava que eu sentia uma presença tão forte que me levava a perguntar: "Senhor, será que um anjo está vindo agora? "Mas não era assim. Uma noite, cheguei mesmo a sonhar com um anjo. Ele me disse para voar em meu sonho e eu assim o fiz -- mas foi apenas um sonho. Eu queria ver um anjo real, como eu já vira nove vezes antes.

No dia 20 de junho, às 3h50 da madrugada, aqui em Patmos, de repente o meu quarto ficou todo iluminado -- e não havia luzes por perto. Tratava-se de uma casa isolada no final de uma estrada vizinha a um monastério. Quando fiquei totalmente desperto vi cinco belos anjos. Vi suas faces -- perfeitas, com aparência humana, porém cheias de luz. Eu vi seus olhos, seus cabelos, suas mãos. Ao meu lado direito estavam dois anjos e, quando olhei para a esquerda, vi três outros anjos alados. Eles trajavam belas vestes brancas que iam até o chão -- era algo que eu não posso descrever com palavras humanas. Eu imaginava porque teriam vindo cinco anjos, mas ao mesmo tempo tremia e estremecia. Eu queria chorar e não podia.

Pouco antes de ver estes anjos em espírito, vi a mim mesmo num grande ajuntamento de multidões, e eu estava pregando em inglês. Havia um intérprete à minha esquerda que possuía cabelos negros e vestia um traje cinza, mas não consigo me lembrar em que língua ele falava. Eu estava profetizando esta mensagem:

-- Minha Igreja você prega amor, ensina amor, mas você precisa praticar o amor. Demonstrar amor. Há necessidade de unidade no meu Corpo. Existem muitas divisões entre vocês. Meu Espírito não se moverá nem operará onde não existir união. Existe carnalidade em minha Igreja. Eu desejo e quero um povo santo. Eu morri para santificar vocês.

Enquanto estava profetizando em espírito, eu tremia. Meus olhos estavam abertos e eu olhava a grande multidão. E, repentinamente, em meio àquela profecia, estes poderosos anjos apareceram. Eu me afastei do púlpito e pensei que fosse cair. Eu agora estava totalmente desperto, mas tudo isto acontecia em espírito. Alguma espécie de força impediu-me de cair e eu fiquei a imaginar o que estava acontecendo.


Foi então que o primeiro anjo à minha direita disse: "Nós somos os cinco anjos dos cinco continentes. Estamos aqui para entregar a você mensagens dos cinco continentes do mundo". No mesmo instante em que ouvi isto, também ouvi a multidão exclamar. "Ohhh, Ohhh, Ohhh...". Eu creio que a multidão também viu os anjos. De algum modo o Senhor me mostrou que, nos dias que estão por vir, em muitas partes do mundo, Deus irá revelar-se através de anjos ministradores. Isto irá acontecer publicamente -- acontecerá em igrejas -- milhares de pessoas vendo anjos ao mesmo tempo. Eles estarão ministrando ao Corpo nestes últimos dias. Então recebi esta mensagem do anjo: "O que você vê e ouve conte-o às nações". Portanto, não se tratava de alguma coisa que eu devesse guardar para mim mesmo. Aceitem elas ou não, tenho que contar isto às nações.



PRIMEIRO ANJO -- O primeiro anjo disse: "Tenho uma mensagem para toda a Ásia". Quando ele disse isso, num átomo de segundo pude ver a China inteira, a índia, os países asiáticos de Laos e Vietnã -- eu jamais estive nestes países. Vi as Filipinas, Japão, Singapura, Malásia e Indonésia. Então o anjo mostrou-me Papua, Nova Guiné, Irian Java, descendo até a Austrália e Nova Zelândia.
Morte e avivamente na àsia e Oceania

"Eu sou o anjo da Ásia", ele disse. Em sua mão vi uma tremenda trombeta que ele iria tocar por sobre toda a Ásia. Tudo quanto o anjo disse, irá acontecer com a trombeta do Senhor sobre toda a Ásia. Milhões ouvirão a poderosa voz do Senhor. Então, o anjo disse:



"Haverá desastres, fome -- muitos irão morrer de fome. Ventos poderosos serão liberados como nunca aconteceu antes. Uma grande parte será sacudida e destruída. Ocorrerão terremotos por toda a Ásia e o mar cobrirá a Terra".
Tenho ouvido notícias acerca de aldeias que foram totalmente varridas e mergulharam no mar em Papua, Nova Guiné. Milhares de vidas em perigo. Isto aconteceu há poucas semanas, e o anjo me disse que iria acontecer em toda a Ásia. "A Terra cairá dentro do mar", ouvi o anjo dizer. "Parte da Austrália será abalada. A Austrália será dividida e uma grande parte dela mergulhará no Oceano".

Isto era assustador -- eu imaginava se estaria ouvindo corretamente. Mas o anjo disse. "Milhões morrerão na China e na Índia. Nação se levantará contra nação, irmão contra irmão. Os asiáticos guerrearão uns contra os outros. Deverão ser usados armamentos nucleares, matando milhões de pessoas". Por duas vezes ouvias a palavra "catastrófico! catastrófico!". A seguir, o anjo disse: "Crises financeiras acontecerão na Ásia. Elas abalarão o mundo".



Eu tremia enquanto o anjo estava falando. Então, ele olhou para mim, sorriu e disse: "Vai haver o maior avivamento espiritual -- prisões serão quebradas. Barreiras serão removidas. E por toda a Ásia -- China, Índia -- as pessoas se voltarão para Cristo. Haverá um tremendo avivamento na Austrália". Ouvi o anjo dizer: "Esta é a última colheita".

Então, como se o Senhor estivesse falando, ele disse: "Eu irei preparar a minha Igreja para a volta de Cristo". Fiquei feliz com estas boas notícias depois da mensagem de julgamento. Durante todo o tempo em que os cinco anjos estiveram no meu quarto, pude sentir a presença de Deus -- era tremendo.
Terremoto faria Torre Eiffel se fragmentar



SEGUNDO ANJO -- Vi, então, que o segundo anjo trazia uma foice na mão, tal como a que é usada em colheitas. Ele disse: "Chegou o tempo da colheita em Israel e nos países em todo o percurso até o Irã". Vi aqueles países numa fração de segundo. "Toda a Turquia e aqueles países que me rejeitaram e rejeitaram a minha mensagem de amor odiar-se-ão uns aos outros e se matarão mutuamente". Vi o anjo erguer a foice e descê-la sobre todos os países do Oriente Médio, Vi o Irã, Armênia, Azerbaijão, toda a Geórgia, Iraque, Síria, Líbano, Jordânia, Israel, toda a Ásia Menor, cheias de sangue.

Vi sangue espalhado sobre estes países inteiros. Eu vi fogo. Armas nucleares sendo usadas em muitos destes países. A fumaça se elevava de todas as partes. Súbita destruição -- os homens destruindo-se uns aos outros. Ouvi estas palavras: "Israel, oh Israel, chegou o grande julgamento".

O anjo disse: "Os escolhidos, a Igreja, o remanescente será purificado. O Espírito de Deus preparará os filhos de Deus". Vi fogos que se elevavam aos céus. O anjo disse: "Este é o julgamento final. Minha Igreja será purificada, protegida e preparada para o dia final. Homens morrerão de sede. A água escasseará por todo o Oriente Médio. Os rios se secarão e os homens lutarão por água naqueles países".
O anjo me mostrou que a Organização das Nações Unidas será quebrada em pedaços, devido às crises no Oriente Médio. Não mais existirá a ONU. O anjo com a foice fará a colheita.



TERCEIRO ANJO -- Então, um dos anjos mostrou-me a Europa de uma extremidade à outra -- desde o Norte, descendo até a Espanha e Portugal. Em sua mão ele trazia um instrumento de medição. Eu o vi voar sobre a Europa e ouvi as palavras: eu estou desgostoso, entristecido. Injustiça, impureza, impiedade por toda a Europa. O pecado elevou-se até os céus. O Espírito Santo está entristecido. "Vi os rios da Europa engrossarem e cobrirem toda a Europa. Milhões de pessoas se afogando.
Depois de ter visto tudo isto, li o noticiário há pouco tempo. A Tchecoslováquia sofreu a pior inundação de todos os tempos. Também ouvi falar do tremendo perigo que o grande rio na China representava para milhares de casas ameaçadas de serem destruídas pela inundação. Eu não sabia de todas estas notícias antes de ter visto e ouvido o que os anjos me disseram.


De repente, ouvi terremotos por toda a Europa. "Países que nunca sofreram terremotos serão abalados", disse o anjo. E, de repente, em meu espírito, vi a torre Eiffel, de Paris, fragmentar-se e cair. Vi grande parte da Alemanha destruída. A grande cidade de Londres -- destruição por toda a parte. Vi inundações por toda a Escandinávia.
Olhei na direção Sul e vi a Espanha e Portugal atravessando fome e grande destruição. Muitos morrerão de fome por toda a Espanha e Portugal. Eu estava preocupado com todas estas notícias e disse: "Senhor, e quanto aos teus filhos?". O anjo respondeu: "Eu os prepararei. Eles estarão esperando pela volta do Senhor. Muitos clamarão por mim naqueles dias e eu os lavarei e farei grandes milagres e lhes mostrarei o meu poder". Portanto, em meio desta grande destruição, a graça de Deus estará sobre aqueles países. Eu estava feliz por Deus estender a sua proteção sobre seus filhos.
Seca no Rio Nilo amplia fome na África

QUARTO ANJO -- Fomos agora para a África. Eu vi o quarto anjo voar sobre a África e pude enxergar desde a Cidade do Cabo, indo por todo o caminho, até o Cairo. Vi todos os países dali, mais de cinqüenta deles. O anjo da África trazia uma espada em sua mão. De repente, eu o ouvi dizer: "Sangue inocente tem sido derramado. Divisões entre os povos -- gerações longe do Senhor -- eles têm se matado uns aos outros, milhares de pessoas. Tenho visto os meus filhos fiéis na África e recompensarei toda a fidelidade no continente da África. Eu os abençoarei abundantemente. Eu controlarei o clima -- sol ardente e escaldante em algumas partes. Grandes rios se secarão, e milhões morrerão de fome. Em outras partes, inundações. Os fundamentos serão abalados. Minha espada julgará os ímpios e os sanguinários.

Acontecerão tantos terremotos que os rios fluirão em diferentes direções no continente, inundando muitas aldeias. Vi grades destroços caindo dos céus sobre diferentes partes da África. "Haverá tremor na Terra como nunca houve desde a criação. Ninguém escapará da espada do Senhor". Vi o rio Nilo secar-se. Ele é o deus do Egito.

Peixes mortos fedendo por todo o Egito. Grande porção da África central será coberta pela água -- milhões morrendo. "Senhor", eu disse "Tudo isto são más notícias. Tudo destruição. Haverá alguma boa nova?" O Senhor respondeu: "O dia final chegou. O dia do julgamento está aqui. Meu amor tem sido recusado agora e chegou o fim". Eu estava tremendo, abalado. Pensei: "Não posso suportar isto".
Amazônia é inundada e terremotos destroem metrópoles brasileiras



QUINTO ANJO -- Então vi o último anjo voar sobre a América do Sul e do Norte -- todo o trajeto, desde o Pólo Norte até a Argentina. Do Leste dos Estados Unidos até a Califórnia. Eu vi em sua mão uma taça.
O anjo disse que iria derramar o julgamento que estava na taça sobre aqueles países. Então eu o ouvi dizer: "Não mais retidão. Não mais justiça. Nenhuma santidade. Idolatria. Materialismo. Bebedeiras. Escravidão ao pecado. Derramamento de sangue inocente -- milhões de bebês sendo mortos antes de nascer. As famílias estão fragmentadas. Uma geração adúltera. Sodoma e Gomorra estão aqui.

Os dias de Noé estão aqui. Falsos pregadores. Falsos profetas. Rejeição ao meu amor. Muitos deles possuem uma imitação de religião, mas negam o poder real".
Quando ouvi tudo isto, implorei ao anjo. "Você não poderia esperar um pouquinho mais? Não verta a taça. Dê uma chance ao arrependimento".
O anjo respondeu: "Muitas vezes Deus tem poupado e falado, mas eles não ouvem. A Sua paciência chegou ao fim. Agora chegou o tempo. Eles têm amado ao dinheiro e aos prazeres mais do que têm amado a mim".

Quando o anjo começou a derramar a taça que trazia em sua mão, vi tremendos icebergues derretendo-se. Quando isto aconteceu, vi inundações sobre todo o Canadá e América do Norte. Todos os rios transbordaram; destruição em toda a parte.
Eu ouvi o mercado mundial entrar em colapso com os poderosos terremotos, e os arranha-céus de Nova Iorque virem abaixo -- milhões morrendo.


Vi navios naufragando nos oceanos; ouvi explosões em todo o Norte do País, Vi o anjo derramar a taça sobre o México e os dois oceanos se juntaram -- o Atlântico e o Pacífico. Uma grande parte do Norte do Brasil coberta de água -- o rio Amazonas transformando-se num grande oceano. Florestas destruídas e inundadas.


As principais cidades do Brasil destruídas -- terremotos em muitos lugares.
Quando o anjo virou a taça, grande destruição sobreveio ao Chile e Argentina, como jamais houve. O mundo inteiro foi sacudido. Então ouvi o anjo dizer. "Isto acontecerá brevemente".

Eu disse: "Não pode ser adiado? Não derrame estas coisas sobre todo o globo". E de repente, vi os cinco anjos postados em torno do globo terrestre, levantando suas mãos e suas asas aos céus, dizendo: "Toda glória seja dada ao Senhor dos céus e da Terra. Agora chegou o tempo e Ele glorificará o Seu Filho. A Terra será queimada e destruída. Todas as coisas passarão. Virão os novos céus e nova Terra. Deus destruirá as obras do diabo para sempre. Eu mostrarei o meu poder -- como eu protegerei os meus filhos em meio a toda esta destruição. Prepare-se para aquele dia, porque o Senhor vem".

Disse ao Senhor: "A mensagem dos anjos para o mundo não são boas notícias. Trata-se de julgamento, punição, destruição, devastação. O que as pessoas dirão a meu respeito? Eu sempre fui um pregador do amor, paz e boas novas?" O anjo respondeu: "Esta é a sua mensagem.

Você é o instrumento, o canal. Que privilégio Deus ter escolhido você para entregar esta mensagem às nações". Por mais de uma hora não pude me mover. Eu estava totalmente desperto, tremendo de tempos em tempos.
Meu quarto estava cheio da luz do resplendor dos anjos. Então, subitamente, eles subiram aos céus. Ao olhar para o alto, vi os anjos tomarem cinco direções. Eu sei que eles já começaram as suas tarefas.

FONTE: JORNAL HOJE( igreja em ação)

segunda-feira, 5 de julho de 2010

AUTOR DE LEI QUE PROTEGE HÉTEROS, CRITICA UNIÃO DE GAYS



Um projeto de lei que corre na Câmara dos Deputados quer punir a discriminação contra heterosexuais. Enquanto não se aprova lei que torna crime expor ao ridículo ou se recusar a atender gays e lésbicas, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) diz que quem "ofender uma igreja" que pregue a união entre homens e mulheres pode virar alvo de sua proposta.

Membro da Igreja Sara Nossa Terra, o deputado nega que a motivação de seu projeto seja religiosa e diz que quer apenas "equilibrar" o debate, para não favorecer os homossexuais. Apesar disso, se apoia na fé evangélica para justificar sua tese.
- Ninguém é contra qualquer tipo de orientação e comportamento sexual. O que se é contra é você considerar como isso sendo uma família. Do ponto de vista bíblico, não é uma coisa normal - diz, assumindo ser contra o casamento homossexual.
Em 2006, o deputado declarou à Justiça Eleitoral como um de seus bens a empresa jornalística Folha Cristã.

Cunha, porém, não acredita no sucesso de seu projeto. "Não tenho a menor pretensão de que ele seja aprovado", revela, "isso é para levantar a discussão". Ele se opõe ao projeto de lei PLC 122/2006, que torna a homofobia um crime. O parlamentar ataca o projeto por defender o que chama de "privilégios" para homossexuais.
- Todo mundo tem que respeitar o comportamento de qualquer um. Agora, quando você espera que isso é um terceiro sexo ou que é um segmento que tem que ter um privilégio, pra mim não é o caso.
Leia a entrevista na íntegra.

Terra Magazine - Queria que o Sr. contasse como nasceu essa ideia de criar um projeto de lei contra a heterofobia.

Deputado Eduardo Cunha - Na prática, há um problema de que, em nome da defesa das minorias, que é uma coisa que todos nós defendemos e apoiamos, criou-se uma panaceia em que a maioria acaba virando vilã. Não tem nada errado em você de alguma forma querer punir, ou querer de uma certa forma penalizar aqueles que discriminam e nós somos favoráveis a isso. O problema é criar nisso uma inversão de valores. Tem o PL 122 tramitando que, na prática criminaliza... Pelo que está escrito nele, se você interpretar ao pé da letra, se amanhã entrar um casal homossexual dentro de uma igreja, se o pastor se negar a fazer um casamento, mesmo que seja um casamento religioso, ele vai ser processado criminalmente. Na prática, isso significa que a Bíblia não pode mais existir porque a Bíblia tem menções contra o homossexualismo (sic) do ponto de vista religioso.

A gente pensa o seguinte: você tem que proteger a minoria, mas não pode inverter os valores. Esse projeto mostra que, em função disso, um determinado segmento da minoria tenta descriminar uma maioria criando situações de pseudoperseguições. Eu queria abrir um debate sobre essa situação. Queremos ter um meio termo, de modo que você também não discrimine a maioria. Ninguém é contra qualquer tipo de orientação e comportamento sexual. O que se é contra é você considerar como isso sendo uma família. É isso que no segmento religioso é condenado, entendeu? Do ponto de vista bíblico, não é uma coisa normal.

TERRA MAGAZINE - A luta do movimento LGBT é tornar crime uma ofensa contra homossexual...
DEPUTADO EDUARDO CUNHA
Mas que tipo de ofensa? Você tem que detalhar bem que tipo de ofensa é essa, entendeu? Temos que detalhar bem isso para saber qual o tipo de ofensa que eles querem condenar. Não é um pastor na igreja falar sobre isso, entendeu?

TERRA MAGAZINE - Mas no caso do seu projeto, haveria como fazer isso no sentido inverso? Punir ofensas contra héteros?

DEPUTADO EDUARDO CUNHA - Exatamente, punir ofensas contra héteros.

TERRA MAGAZINE - E o que seria uma ofensa contra um hétero?

DEPUTADO EDUARDO CUNHA - Qualquer tipo de discriminação que você possa ver da mesma forma. Existe, eu canso de ver. Se você assistisse alguns debates de pastores evangélicos, você iria ver quantas vezes há constrangimento. De você entrar numa igreja e querer ofender uma igreja. Então existe, sim.

TERRA MAGAZINE - O Sr. fala muito da questão religiosa. A sua motivação foi religiosa?

DEPUTADO EDUARDO CUNHA - Não, a minha motivação é efetivamente ter um equilíbrio da situação. Eu estou dando um exemplo religioso no qual você tem problemas com o PL 122

TERRA MAGAZINE - O que seria uma situação em que esse projeto se aplicaria?

DEPUTADO EDUARDO CUNHA - Eu recebo várias queixas de agressões que há contra héteros, ameaçando por exemplo, dizer que está sendo discriminado para obter certas situações desconfortáveis. Abusos. Veja bem, o nosso objetivo é debater, não é necessariamente considerar que você vai conseguir aprovar. Isso daí é para você fazer um contraponto, um debate. Não se tem a intenção que isso vire lei, é pra buscar o meio-termo.

TERRA MAGAZINE - O Sr. não acredita que esse projeto possa ser aprovado?

DEPUTADO EDUARDO CUNHA - Não, claro que não. Não tenho a menor pretensão que ele seja aprovado.

TERRA MAGAZINE - No texto do projeto, há a seguinte menção: "ao se propor políticas públicas antidiscriminatórias referentes à orientação sexual pode-se transmitir a impressão de que a afetividade da pessoa homossexual, bissexual ou transgênero encontra-se em um patamar de relacionamento humano mais elevado". O que te dá essa impressão?

DEPUTADO EDUARDO CUNHA - É isso. O problema é o seguinte: nós entendemos que orientação sexual é comportamento. Há pessoas que tem comportamento sexual hétero e outras homo. Amanhã pode até mudar. Tanto o hétero pode virar homo como o homo pode virar hétero. Isso é comportamento. Todo mundo tem que respeitar o comportamento de qualquer um. Agora, quando você espera que isso é um terceiro sexo ou que é um segmento que tem que ter um privilégio, pra mim não é o caso. Tem que punir a discriminação, sim, mas o que eu sou contra é você querer estabelecer uma classe privilegiada com relação a um comportamento. E nem considerar isso como família, como possibilidade de constituição de família.

TERRA MAGAZINE - Quando o Sr. fala em constituição de família, o Sr. quer dizer que é contra o casamento homossexual?

DEPUTADO EDUARDO CUNHA - Isso, isso, isso. Esse entendimento.

TERRA MAGAZINE - O Sr. não acredita que esse projeto fere a lógica de que é preciso proteger as minorias?

DEPUTADO EDUARDO CUNHA - Não. A lógica é de proteção à discriminação. Eu não discrimino só a minoria. Porque é que eu não posso discriminar a maioria? Só porque eu sou minoria que eu sou discriminado? Eu não posso discriminar você, por exemplo, como jornalista, num determinado tipo de ambiente dizendo que jornalista não serve? Eu não posso discriminar político dizendo que não serve? A proteção das minorias é um direito fundamental da sociedade que a gente tem que preservar. O que eu quero dizer é que não há só discriminação contra minorias.

Terra/Notícias Cristãs

sexta-feira, 2 de julho de 2010

HOLANDA HOMOSSEXUAL ACHA POUCO HUMILHAR BRASIL, AGORA QUER HUMILHAR O MUNDO DEFENDENDO PARTIDO POLÍTICO PEDÓFILO. A DEMORA LÁ, É PARAR DE MAMÁR!





Quinta, 3 de agosto de 2006, 08h02
Partido dos Pedófilos é registrado na Holanda
Walter Fanganiello Maierovitch

O Tribunal de Háia (Holanda) confirmou o registro do NVD, sigla do Partido dos Pedófilos e que significa Amor ao Próximo com Liberdade e Diversidade.

A primeira meta do Partido político é apresentar projeto legislativo voltado a rebaixar para 12 anos de idade o consentimento para as relações sexuais. Em outras palavras, pretendem que uma criança de 12 anos possa aceitar um convite para se relacionar sexualmente com adultos.

O Partido dos Pedófilos pretende, ainda numa primera etapa de projetos legislativos, legalizar a pornografia infantil.

Na Europa, já começaram os protestos pelo "não aos pedófilos". Já existem campanhas de prevenção à pedofilia que usam a imagem do velho e astuto lobo-mau, que está sempre desejoso de uma chapeuzinho vermelho, que é uma criança.


Retrospectiva: 30 de maio de 2006.

Fim do mundo. Foi esta data em que foi fundado na Holanda o primeiro partido político declaradamente pedófilo. Atende pela sigla NVD, a significar, numa tradução livre, Amor ao Próximo, Liberdade e Diversidade. Entre os objetivos expressos no estatuto partidário está a "liberação da pornografia infantil e legalização das relações sexuais entre adultos e crianças".

Do estatuto de constituição consta que o objetivo do NVD é lutar pela legalização da pornografia infantil e pela liberação de relações sexuais entre adultos e crianças.

Outras pérolas saíram da boca de Advan den Berg, de 62 anos e um dos fundadores: "Educar as crianças significa também acostumá-las à prática sexual. A proibição apenas leva às crianças a se tornarem mais curiosas".

Ao jornal holandês Algemeen Dagblad, Advan declarou: "Desejamos transformar a pedofilia em matéria de debate".

O NVD pretende, ainda, a extinção do cargo de primeiro ministro, a legalização de todas as drogas e prisão perpétua para os reincidentes em crime de homicídio.

Ainda mais. No site de internet afirma-se que cada pessoa que tenha completado 16 anos deveria poder atuar, como ator, em filmes pornográficos. O partido propõe, também, a não criminalização daqueles que são apanhados na posse de material pornográfico a envolver crianças. São contra, apenas, a comercialização (venda) de material pedo-pornográfico.

FONTE: TERRA MAGAZINE
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...