quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Remédios que eliminam a Homossexualidade?


Título original:

Medicamentos que alteram o desejo sexual?

Félix, ex-homossexual

O boato já tem certo tempo, mas a primeira vez que vi a notícia em um blog nacional foi essa semana, indicada por um amigo.
Para os “atrasados” como eu, aqui vai uma pequena explicação:
Existe a suposição que alguns remédios indicados para combater enxaqueca é uma nova esperança para quem deseja se ver livre do desejo homossexual.
Segundo essa fonte misteriosa e nada científica até então, algumas pessoasque foram tratadas com esses medicamentos sentiram uma mudança no seu desejo sexual, pessoas que sentiam desejo homossexualAPARENTEMENTE passaram a  desenvolver desejo heterossexual. Ainda não se sabe como esses remédios funcionam, mas como efeito colateral muda o objeto de desejo sexual da pessoa. Resumindo: No período em que a pessoa está se medicando, há mudança de desejos, pós os remédios não se sabe o que acontece.
Por uma questão de prudência, visto que estamos falando de sedativos fortes com sérios efeitos colaterais, faço questão de não divulgar a “lista milagrosa” dos remédios, evitando assim que pessoas desesperadas corram para farmácias antes mesmo de ler o final desse post.
O que vai te livrar da homossexualidade não é um sedativo, mas sim um choque de realidade que vem através de autoconhecimento e não de automedicação.
Acima de qualquer coisa quero lembrar o seguinte: “NÃO USE MEDICAMENTOS SEM ACOMPANHAMENTO E ORIENTAÇÃO DE UM MÉDICO COMPETENTE. NÃO CAUSE SUA MORTE, NÃO USE MEDICAMENTOS POR CONTA PRÓPRIA.”
Em geral eu não traria essa notícia ao blog, mas estava pensando nas conseqüências de algo tão sério como a automedicação e resolvi escrever sobre o assunto.
Todos sabem que automedicação tem graves conseqüências e no caso de homossexualidade não existe comprovação alguma de alívio ou esperança.
Fui pesquisar a notícia mais afundo e achei dois pontos interessantes:
1-      1- Os defensores da idéia dizem que os medicamentos fizeram efeito em algumas pessoas, pessoas que nem eles conhecem, existe um apelo para “Caso algum homossexual tenha tomado esses medicamentos favor entrar em contato”.  Por isso mais uma vez digo: Não tome NENHUM remédio, não seja cobaia de ninguém, ainda que isso seja um placebo, não tome medicamentos sem indicação médica.
2-       2- Os defensores da idéia são radicalmente contra terapias reparativas, alegam que elas não possuem efeito algum e devem ser combatidas, com a desculpa esfarrapada de homossexualidade ser algo biológico.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Lésbica com ciúmes arranca lábios da namora. Elas são tão "românticas".


Título original:

Quem disse que mordida de amor não dói?



Uma briga por causa de ciúmes fez com que uma mulher arrancasse por completo o lábio inferior sua namorada Helena Rodrigues da Silva, 40 anos. O fato aconteceu no hotel Caraúbas no centro de Mossoró-RN quando a companheira de Helena percebeu que a mesma estava de papo com outra mulher, começou um “bate boca” e ao invés do tradicional beijo de reconciliação o que aconteceu foi uma grande mordida que arrancou o lábio de Helena. A vítima da mordida foi levada para a capital do estado para fazer uma cirurgia de tentativa de recuperação do lábio através de um enxerto da região glútea, ou da panturrilha para tentar substituir a parte mutilada.
Será que vai funcionar?
Imagina a dor! Uiii!!!
Beijomeliga!!

Fonte: Isso é Bizarro.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...