segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

"Obama teria mandado assassinar amante homossexual para não prejudicar sua carreira política". Afirma seu ex-motorista Larry Sinclair.





BOMBA! "Obama teria matado amante Homossexual, para não comprometer sua carreira política". Afirma Larry Sinclair, Ex-Motorista de Barack Obama e Homossexual assumido - No seu livro: "Barack Obama e Larry Sinclair: Cocaína, Drogas, Sexo e Assassinatos?". Neste artigo ele exige justiça.

Um Pedido de Natal

Três (3) anos ontem uma mãe perdeu um filho (um professor da escola amado, diretor do coro da Igreja, Músico talentoso (do) Evangelho) Num Assassinato brutal. No dia 23 De Dezembro de 2007, Semanas 'antes' do Iowa Caucus, Durante uma Campanha presidencial de 2008, Donald Young (à Direita) FOI Assassinato na Própria Casa. A Família e outras PESSOAS (incluíndo eu –) acreditam Que Donald FOI assassinado para Proteger o então Candidato Obama Durante uma Campanha de ter Que responder pelos relacionamentos gays (homossexuais) que tinha. 

Neste Natal eu quero que as Autoridades de Chicago expliquem porque Proteger Barack Obama é mais Importante que dar à Senhora Norma Jean jovem e seus outros Filhos A Paz Que eles merecem, a Verdade Sobre QUEM FOI o Responsável Pelo Assassinato de Donald e trazer eles à Justiça. Infelizmente eu já disse antes e (irei) fazê-lo novamente aqui, se Chicago já decidiu tentar colocar este caso no arquivo "fechado", (Arquivo Morto) quem quer que tente para fixar este assassinato em si vai acabar morto antes que alguém sempre tem a chance de entrevistá-los e obter respostas. 

Este Natal Peço para que a verdade finalmente seja trazida à luz sobre o assassinato Donald Young e deixe as fichas caírem onde eles podem. A jovem família não merece menos do que a verdade. 

Tradução: Tathi

Nota: Isso explicaria o porque Obama está tão empenhado em por os EUA como polícia Homossexual Universal Totalitária, que em conjunto com a ONU, tenta implantar uma Ditadura Homossexual Planetária. Depois de sua visita, o nosso STF legalizou a união civil gay; Obama nomeou 26 homossexuais para pastas elevadas dentro do governo, incluindo um transexual para posto destacado do Exército; aprovou o Casamento Gay e derrubou a proibição de Gays nas forças armadas. 

Isso o assemelharia a Hitler, que segundo o livro: "O Segredo de Hitler - a vida dupla de um ditador", de Lothar Macthan, era Homossexual e também havia mandado assassinar amantes que poderiam revelar seu perfil gay, de modo a comprometer sua carreira política. Faça as conexões você mesmo, entre no site do Larry Sinclair e tire suas dúvidas. O teste do polígrafo pelo qual passou, não foi honesto e o agendo do governo que conduziu a sseção era tendêncioso, obviamente. Larry e seu advogado não aceitaram o resultado. Clique aqui para ver sua posição quanto ao teste do Poligrafo.


Fonte: Sinclair News

Compare Obama com Hitler a partir das lentes 
do escritor renomado Lothar Macthan que revelou 
com minúncias sua biografia, até então inatingível.

Quando o tema são os crimes hediondos contra a humanidade cometidos ao longo do século XX, nenhuma figura é tão emblemática quanto Adolf Hitler. Mais de 120 mil publicações sobre o líder do Partido Nazista Alemão circulam pelo mundo e filmes não cessam de ser produzidos. O que ele fez está amplamente documentado. Quem foi Hitler, o homem, permanece, no entanto, um enigma. Como ele era nas suas relações pessoais, o que o ancorava emocionalmente, como foi sua mocidade?

O Segredo de Hitler, de Lothar Machtan, mergulha nessa lacuna e ajusta o foco no sujeito Adolf, iluminando, sobretudo, o período mais obscuro da vida do futuro führer - a juventude em Viena e o início da carreira político-militar, já na Alemanha.

Da pesquisa, emerge um verdadeiro segredo de Estado: Adolf Hitler era homossexual. O autor demonstra que só é possível começar a compreender a pessoa Hitler e a sua trajetória política, caso se considere este aspecto de sua identidade. Isto porque as evidências indicam que o homoerotismo pontuava as relações da cúpula do partido nazista. Em casos raros, como o do chefe do serviço secreto, Ernst Hölm, a opção sexual era explícita.

Numa sociedade profundamente conservadora, na qual o homossexualismo era crime, Hitler não mediu esforços para preservar o segredo que, se revelado, o arruinaria politicamente: roubou documentos e arquivos, subornou, chacinou. Outros que conheciam a verdade não suportaram a pressão e se suicidaram. Hölm, por exemplo, foi assassinado.
Considerado um dos principais historiadores da Alemanha, Lothar Machtan assinala que não pretendeu abordar o tema da homossexualidade de Hitler de forma preconceituosa ou sensacionalista. Ao contrário: "O que quero é elucidar a relação entre história particular e a política do Terceiro Reich".

A opção sexual reprimida obrigou Hitler e seus companheiros mais próximos a transformar o partido nazista num círculo extremamente fechado e compacto, cujos membros nem sempre eram nomeados pela qualidade política que o cargo exigia, mas por que vivenciaram o homoerotismo e mantinham-se discretos e fiéis ao führer.

Para montar o quebra-cabeças que é a vida pessoal de Hitler, Lothar Machtan reconstitui seus passos desde a juventude e flagra um Adolf que convivia com grupos homossexuais e perambulava pelas ruas de Viena como um dândi desglamourizado: sem dinheiro, morou em albergues populares. Sem o talento que gostaria de ter para as artes, rodava a zona boêmia atrás de quem comprasse algum dos postais que pintava. Sem saída, alistou-se no exército alemão para garantir o pão de cada dia. Encontrou um ambiente ostensivamente homoerótico e as figuras-chave que o catapultaram ao poder.

Lothar Machtan mapeia os parceiros de Adolf Hitler ao longo da vida, o começo, o meio e o fim dessas relações. Da leitura ficam claras, ainda, as bases amórficas das raríssimas relações heterossexuais de Hitler. Com Eva Braum, conta o autor, Hitler se casou oficialmente pouco antes de se suicidar, num último ato para forjar a sua masculinidade perante a História.

Será impossível, daqui para frente, analisar o homem Hitler e as relações pessoais com a sua entourage sem levar em conta os dados apresentados por Lothar Machtan. Como um íntimo perfil de Hitler e um surpreendente retrato da natureza homoerótica do Terceiro Reich,O Segredo de Hitler é a maior e certamente a mais controvertida contribuição ao universo das obras sobre os bastidores do governo que levou a Alemanha à barbárie e mudou a face do mundo.
Blog Widget by LinkWithin

Um comentário:

  1. "Serão deletados todos comentários Racistas, Difamatórios, Anti-Cristãos enfim, que não se coadunem com a linha editorial saudável seguida por este Blog"...ou seja, só serão publicados os post que concordem com vcs...os que discordarem serão excluidos....que democráticos vcs heim?

    ResponderExcluir

Este Blog é voltado para defesa da Família Mundial Cristã. Denunciamos os ataques dos Ativistas Homossexuais a nível Internacional, deixando claro que amamos a pessoa que está Homossexualizada e pode receber libertação, desde que o queira. Somos contra a PL 122 e o Kit-Gay, que quer retirar nossas crianças do nosso poder para o Estado Socialista-Marxista-Comunista doutrinando-as e fazendo nelas uma lavagem cerebral homossexual.

Assista estes vídeos que entenderá nossa proposta:

http://www.youtube.com/watch?v=suxtZAXtqng

http://www.youtube.com/watch?v=dIKS2jC-Tvo

Serão deletados todos comentários Racistas, Difamatórios, Anti-Cristãos enfim, que não se coadunem com a linha editorial saudável seguida por este Blog. Deus abençoe aos que contribuirem para um debate construtivo e democrático. Use sua criatividade e inteligência e deixe um comentário marcante, honesto e justo, que revele SOMENTE A VERDADE.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...