segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Filme Anti-Islã retrata Maomé como Homossexual, aumentando ainda mais a fúria Muçulmana.


Hezbollah alerta EUA para consequências de filme sobre Maomé

 

17 de setembro de 2012 | 17h 47

LAILA BASSAM E ERIKA SOLOMON - Reuters

O líder do Hezbollah, xeique Hassan Nasrallah, fez na segunda-feira uma rara aparição pública para dizer que os Estados Unidos vão enfrentar mais ódio e mais ataques no mundo islâmico se não proibirem a circulação de um filme ofensivo ao profeta Maomé.

"Eles (produtores do filme) caluniaram a pureza do seu nascimento, caluniaram sua fé e sua moral, caluniaram o Alcorão", disse Nasrallah a dezenas de milhares de simpatizantes durante um protesto contra o filme na zona sul de Beirute, área predominantemente xiita.

"A distribuição de todo esse filme deve ser proibida pelos norte-americanos", afirmou ele, sob ovação.

O filme, com aspecto semiamador, foi gravado na Califórnia e está tendo trechos difundidos nas últimas semanas pela internet sob vários nomes, inclusive "A Inocência dos Muçulmanos". Ele retrata Maomé como mulherengo, homossexual (Grifo nosso) e abusador de crianças. Muitos muçulmanos consideram que qualquer representação do profeta é uma blasfêmia.

Desde terça-feira da semana passada, sedes diplomáticas dos EUA têm sido alvo de protestos em países islâmicos. No mais grave desses incidentes, o embaixador dos EUA na Líbia e três outros funcionários diplomáticos foram mortos na invasão do consulado norte-americano em Benghazi.

No comício do Hezbollah, havia faixas pedindo aos EUA que "não insultem nosso profeta".

"Chega de humilhação", gritava a multidão. A própria presença de Nasrallah deu mais dramaticidade ao protesto, já que, temendo ser assassinado, ele raramente aparece em público desde 2006, quando o Hezbollah travou uma guerra contra Israel.

"O mundo deve saber que a nossa raiva não será uma explosão passageira, e sim o começo de um movimento sério que irá continuar no nível da defesa do profeta de Deus pela nação muçulmana", declarou Nasrallah.

O objetivo maior, acrescentou, seria convencer a comunidade internacional a criminalizar insultos contra qualquer religião e seus profetas.

Ele alertou para o risco de distúrbios ainda piores caso o filme inteiro seja lançado - por enquanto, apenas um suposto trailer foi visto.

"(Os Estados Unidos da) América, que usa o pretexto da liberdade de expressão (...), precisa entender que lançar o filme todo terá gravíssimas consequências mundo afora", afirmou.

Os partidários do Hezbollah não se aproximaram da embaixada dos EUA em Beirute, e a passeata terminou de forma pacífica.

Alguns participantes se sentiam desafiados pela recusa dos EUA em censurar os vídeos. "É realmente possível que a América possa travar guerras no país inteiro e não consiga retirar um filme? A América certamente quer confusão", disse Ahmed Afif, 30 anos, enquanto seu filho pequeno, sobre seus ombros, agitava uma bandeira do Hezbollah. O governo dos EUA qualificou o filme de "repreensível", mas disse que não pode restringir o direito constitucional à liberdade de expressão.

Fonte: Estadão
Blog Widget by LinkWithin

7 comentários:

  1. pois bem, sabemos que só existe um Deus que comanda tudo e a todos independente de crença religiosa,e também sabemos que existem farias forma de crença,e por este motivo devemos apreder a respeitar a forma dos mulsomanos acreditarem no profeta maomé como seu lider religioso e um enviado de Deus; assim como acreditamos que Moisés foi emviado por Deus para libertar seu povo do Egito, e o Senhor Jesus para salvar a humanidade.

    ResponderExcluir
  2. Que se dane a fe islamica, que va par ao inferno essa maome(maoMERDA), religiao de idiota, se eu soubese fazer videos, ou charges, eu lotava a internet de coisas redicularizando maomerda, esse povo age igualente a seu falso profeta, com violencia, ignorancia e mortes, muitas mortes

    ResponderExcluir
  3. As pessoas falam mal do Islam porque não o conhecem. Isto é, falam mal por ignorância ou simples preconceito.
    Tais pessoas não sabem que numa terra onde está estabelecido o verdadeiro Islam e a Shariah (Lei de Deus), não há a prostituição, nem o adultério, nem o império da pornografia e da exploração da nudez feminina, não há o reino tenebroso do tráfico de drogas, não há bêbados destruindo os lares, surrando a mulher e os filhos, causando acidentes no trânsito, atropelando e matando gente que nem barata. Não há pobres e mendigos sendo completamente ignorados. Não há praticas de magia negra, satanismo, ocultismo, espiritismo e macumbaria. Não há o liberalismo vale tudo em que qualquer um funda a seita que quizer, adora guru louco e charlatão, ou rouba em nome da fé. Não há o roubo, nem o ateísmo, nem o hedonismo, nem o materialismo.
    Eu lanço um desafio a estas pessoas: Que viagem para o Katar, para Dubai, para Oman ou para a Arábia Saudita e vejam se encontram uma das coisa que eu mencionei acima.
    As pessoas deviam buscar averdade, procurar ler o sagrado Corão e a Sunna, e conheçam mais sobre o que é o Islam antes de falar mal da religião que mais cresce no mundo com a graça de Deus, e que é a religião de mais de um bilhão de seres humanos.

    ResponderExcluir
  4. As pessoas veem o mal no Islam porque acreditam que o terrorismo dos grupos extremistas é uma prática islâmica quando na verdade não o é. O Islam posui mais de um bilhão de seguidores, cuja maioria são donas de casa e trabalhadores honestos, mães e pais de família que nada tem a ver com o terrorismo. Não existem um bilhão de terroristas, nem você vai ver príncipes, governantes, médicos, engenheiros, advogados e toda sorte de profissionais muçulmanos que se dedicam todo santo dia pelo bem da humanidade se explodindo por aí.
    O terrorismo é uma prática moderna de alguns extremistas que não compreendem corretamente a sua própria religião, pois na época do Profeta Muhammad (SAAS) e nas primeiras gerações de muçulmanos nunca ouve este tipo de prática, porque sabiam que a guerra era somente para auto-defesa, e que as mulheres, crianças, idosos e trabalhadores do campo não podiam ser mortos segundo a orientação de Allah.
    Os fanáticos e os desequilibrados de todas as épocas sempre distorceram os princípios da religião como pretexto para praticar seu sadismo, sua sede de sangue e sua maldade contra outros seres. Tais tipos de pessoas fanáticas e ignorantes não existem apenas no Islam, mas também existiram durante a "santa" inquisição, durante os pogrons, os genocídeos em massa, nas lutas entre católicos e protestantes, na intolerância de algumas seitas do budismo japonês que perseguiam outras seitas, matavam samurais convertidos ao cristianismo, nas seitas hindus que adoravam Kali, a "deusa da morte", etc. O fanatismo não se restringe a utilizar apenas a religião como pretesto para matar, porque também se utiliza do futebol, dos esportes e das ideologias políticas, como nos genocídeos praticados pelo nazismo, pelo fascismo, bem como pelo comunismo na Rússia, China, Camboja, Tibete e outros localidades.
    Na verdade estes terroristas fazem muito mal ao Islam, mas em suas mentes confusas pensam estar "fazendo o bem". Porque impedem a muitos de conhecer e de se converter ao Islam devido a seu mau exemplo. Fariam melhor se entendessem que "a tinta dos estudiosos vale mais que o sangue dos mártires", porque existem muitos estudiosos do Islam que estão pregando pacificamente monoteísmo puro no mundo todo, da América à Malásia, e estão trazendo milhares de pessoas dos mais deferentes povos e raças para o Islam.

    ResponderExcluir
  5. Aqueles que falam mal do Islam não enxergam o mal que está inserido em sua própria sociedade ocidental e liberal decadente, onde a corrupção, as drogas, o hedonismo, o materialismo, a pornografia, o fim dos verdadeiros valores familiares e humanos, a competição cruel e desleal, bem como a violência urbana são os pratos do dia. Onde os princípios da verdadeira religião foram substituída por seitas rasteiras que exploram financeiramente as pessoas até o último centavo, por livrecos piégas de auto-ajuda, pela espiritualidade do tipo salada de frutas e fast-food, por caríssimas iniciações e retiros de fim de semana, por gurus mitômanos que se creem a "divindade encarnada" ou a "reencarnação de algum sábio do passado" e são adorados como "deuses em carne e osso", ou por toda sorte de idolatria, bruxaria e necromancia.
    O Islam consegue por um fim em toda esta bagunça liberal de satã. Porém, será que os cristãos conseguem fazer o mesmo em seus respectivos países?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Ignorância das atuais gerações do Ocidente, caro anônimo, com relação as práticas nefastas e bárbaras praticadas nas Cruzadas, é que alimenta essa espiral de sangue sem fim, fomentanda de igual forma pelos extremistas de vosso povo que julgam iguais todos, pelas atitudes de alguns. As Cruzadas são os terríveis cacos de vidros lançados pelo Ocidente para debaixo do tapete da História, que volta e meia ferem, machucam e incomodam os que delas tomam conhecinto. O Ocidente precisa expirar sua culpa. Não sei se você crerá mas, estudei muito o Islâmismo em uma pós-graduação Teológica. E um dia, sem dar conta da realidade das páginas históricas negras das cruzadas medievais ainda, num sonho, ouvi a voz que me fêz entender a si própria como a voz de Deus dizer: "A Igreja Cristã deve um pedido de perdão aos Muçulmanos". Acordei atordoado e suado sem entender nada. Até que começei a ler tudo a respeito da pilhagem dos Cruzados em vossa terra sob pretexto de salvar os Cristãos que estavam sendo massacrados pelos árabes (Que na verdade, enquanto dominavam o Islã conviviam pacificamente com judeus e cristãos até serem substituídos pelos turcos sejdjúcidas na liderança do Islã no mundo. Que de bárbaros que eram, massacraram sim os cristãos impondo aos árabes uma culpa que não lhes pertence. E fazendo de toda interveção atual ser entendida como continuação das medievais cruzadas históricas). E deve se destacar, que os chamados Cavaleiros Templários, os líderes e por muitos aclamados como heróis das Cruzadas, na verdade eram Satanistas e Homossexuais que criaram sua Primera Multinacional Banqueira,os Iluminates/Maçons, que ainda hoje governam o mundo Ocidental e o estão fazendo ruir cada dia mais na violência e Imoralidade. A apesar de haver discordâncias entre nós, peço-lhe particularmente, mediante os fatos históricos de outrora, que nos perdoe. Ainda creio numa convivência pacífica entre nós, que haveremos de controlar nossos extremistas iracundos a bem da paz Universal. Sabe-se que Issá voltará e julgará todas as coisas. Ele é o verdadeiro Al Mardir. Salam Alrrab!

      Excluir
  6. só existe um Deus, Jeová, pai de Jesus Cristo, maravilhoso conselheiro, Deus forte, principie da paz, o resto são invenções do homem.

    ResponderExcluir

Este Blog é voltado para defesa da Família Mundial Cristã. Denunciamos os ataques dos Ativistas Homossexuais a nível Internacional, deixando claro que amamos a pessoa que está Homossexualizada e pode receber libertação, desde que o queira. Somos contra a PL 122 e o Kit-Gay, que quer retirar nossas crianças do nosso poder para o Estado Socialista-Marxista-Comunista doutrinando-as e fazendo nelas uma lavagem cerebral homossexual.

Assista estes vídeos que entenderá nossa proposta:

http://www.youtube.com/watch?v=suxtZAXtqng

http://www.youtube.com/watch?v=dIKS2jC-Tvo

Serão deletados todos comentários Racistas, Difamatórios, Anti-Cristãos enfim, que não se coadunem com a linha editorial saudável seguida por este Blog. Deus abençoe aos que contribuirem para um debate construtivo e democrático. Use sua criatividade e inteligência e deixe um comentário marcante, honesto e justo, que revele SOMENTE A VERDADE.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...