domingo, 27 de janeiro de 2013

Incêndio em Boate: Acidente ou Sacrifício?



Incêndio na boate: Acidente ou sacrifício? 




Vídeo com a banda tocando momentos antes da tragédia. 
Veja estas "coincidências" sobre a tragédia que houve em uma boate em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. O incêndio deixou mais de 230 mortos, além de inúmeros feridos.

Sei que pode soar um pouco impróprio, tratar este evento desta forma, mas como este site aborda temas e assuntos que não estão na mídia comum, acho importante publica-los.

Será que este incêndio foi premeditado?

Lembrando que o dia 27 de janeiro (2+7=9) é o dia Internacional em Memória do Holocausto.

Confira este texto na íntegra, do jeito que foi escrito, que está circulando pela internet. Tire suas conclusões...

[sic] "Todo mundo falando da tragédia que aconteceu, eu vou falar o que eu acho(eu sei que não tem nada a ver com a pagina, mais *).

'EU' não acho que isso foi um acidente ou coisa do tipo, se vocês ligarem as coisas podem perceber isso também.

O cartaz da banda, era uma caveira pegando foco e no fundo varias caveiras dançando pegando fogo também.


Agora começa a coisa mais estranha, a última musica que foi tocada foi Die Young, que traduzindo significa Morrer Jovem.

Na boa, os seguranças fecharam TODAS AS PORTAS, vei, se alguém chegasse e falasse que estava havendo um incêndio é claro que iriam abrir as portas, até porque eles não iriam querer morrer e muito menos serem acusados por serem responsáveis pela morte de mais de 200 pessoas.

Uma coisa estranha também é que uma sobrevivente disse que viu uma mulher de vestido vermelho sorrindo pra todos (isso é bizarro).

Agora, ta vendo esse cara aqui que tirou foto do lado do cartaz da banda?


Foi ele quem jogou o sinalizador que fez começar o "incêndio acidental" (eu não acredito nessa história que foi um acidente).

Além disso tudo que é super estranho,na página da Kiss no facebook foi postado assim "hoje temos a banda gurizada, a kiss VAI PEGAR FOGO" logo depois do incêndio o post foi apagado,estranho não?E uma coisa SUPER estranha foi que o só morreu UM integrante da banda (ele era o mais novo) só porque ele não conseguiu sair da fumaça,o outros mal se feriram, se não fosse por isso, todos os integrantes da banda estavam bem e VIVOS.

Na boa,eu não acho que isso foi um acidente,uma boate não pode pegar fogo do nada e iniciar um incêndio só por causa de um sinalizador gente,eu não acho que 233 pessoas morreram assim nesse incêndio que aconteceu do nada, não concordam"? [sic]

Fonte: Libertar.in

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Ataque Homossexual sangrento sobre Católicos em Curitiba repercute nos EUA.




Agressão de Ativistas Homossexuais aos Católicos repercute nos EUA.



"Agressividade e totalitarismo do movimento homossexual assustam o Brasil ordeiro"


  

A difusão dos episódios de violência praticados em Curitiba, em 14 de janeiro último, por integrantes ou simpatizantes do movimento homossexual, vem tendo larga difusão na Internet.

Um dos vídeos mais reveladores foi produzido pelo grupo agressor e postado em Youtube.

O outro foi preparado por jovens cooperadores do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira – IPCO. Nele, patenteia-se o caráter pacífico da “Cruzada pela Família” levada a cabo pelos jovens católicos. Encontra-se publicado no site do Instituto. Clique aqui.

Numerosos são os comentários de leitores revoltados pela baixeza e covardia empregada na agressão contra os jovens do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira. Já os comentários dos militantes pró-homossexualismo são acintosos, ameaçadores e violentos.

O jornalista Carlos Ramalhete, colunista da “Gazeta do Povo” traduziu bem a impressão geral suscitada pela agressão contra os jovens católicos no artigo “Ataque neofacista” que reproduzimos a seguir:



(Publicado na “Gazeta do Povo”, 24/01/2013)

Carlos Ramalhete
Carlos Ramalhete


Algumas décadas atrás, em plena Guerra Fria, grupos terroristas de extrema-esquerda tentaram tomar o poder pela força e implantar ditaduras totalitárias na América Latina, com farto apoio financeiro e logístico estrangeiro.

A resposta das Forças Armadas da região foi em geral severa, e muitas vezes truculenta. O único país da região em que o terrorismo e sua repressão não ceifaram milhares de vidas foi o Brasil, fiel à sua cultura conciliadora.

Aqui, como lá, houve mortes em combate de ambos os lados e vítimas inocentes foram atingidas.

Não houve, contudo, práticas quase genocidas como as que mancharam a história militar dos demais países do Cone Sul, e a Lei da Anistia perdoou os excessos de ambos os lados.

No Brasil, o grosso da luta restringiu-se, felizmente, ao campo da mobilização da opinião popular.

Poucos trabalharam tão acirradamente no combate pacífico às tentativas de estabelecimento de um Estado totalitário quanto a Tradição, Família e Propriedade (TFP), entidade laical de inspiração católica baseada em São Paulo. Em seu auge, ela chegou a contar com mais de 1 milhão de correspondentes e simpatizantes espalhados por todo o país.

Após o fim daquele conturbado período, contudo, ela perdeu quase tudo. Até mesmo seu nome e suas propriedades lhe foram arrancados pelo Judiciário e entregues a um grupo que não se interessa pela militância política.

Sua ação, contudo, persiste, ainda que em condições comparativamente precárias, sob o nome do Instituto Plínio Correia de Oliveira (IPCO), numa homenagem ao seu fundador.

Poucos dias atrás, uma manifestação pacífica do IPCO em Curitiba foi atacada por militantes “gay”, em outra demonstração clara da índole fascista deste movimento.

Não lhes basta a tolerância; esta, aliás, lhes é estranha. Para eles, vale tudo para calar qualquer voz discordante.

A agressão, desavergonhadamente gravada por um dos que a perpetraram, pode ser vista na internet.

É assustador: blasfêmias e berros obscenos a centímetros do rosto, empurrões e ofensas, respondidos apenas com orações e silêncio.

Uma pedrada, registrada no 1.º DP, atingiu um dos rapazes do IPCO, que precisou ir ao hospital e receber três pontos de sutura na cabeça.

É a ação covarde do neofascismo.

Não interessa se estamos ou não de acordo com o que diz o IPCO. Eu mesmo não concordo com tudo o que pregam.

Eles têm, contudo, o direito de defender em público pacificamente o que querem preservar.

E é isto que os neofascistas “gay” estão tentando impedir.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Vinte Resoluções para Defensores da Família que Lutam Contra a Agenda Gay e Transgênera em 2013

23 de janeiro de 2013


Vinte Resoluções para Defensores da Família que Lutam Contra a Agenda Gay e Transgênera em 2013

Está na hora de ir além de pensamentos defensivos, ingênuos e ruins ante o ativismo homossexual agressivo e enganoso...

Peter LaBarbera
Hoje começando uma série de 20 partes no AFTAH (Americans for Truth about Homosexuality, que em português é Americanos a favor da Verdade sobre a Homossexualidade), apresentando resoluções para os “Guerreiros Culturais” e cidadãos comuns que se opõem à agenda LGBT altamente organizada e bem financiada. Para os novatos, “LGBT” significa Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros, o moderno movimento pelo pecado construído em torno da defesa da confusão sexual e depravação (homossexual).
A cada dia, o AFTAH irá publicar um artigo explicando uma “resolução” que aborda um mau hábito intelectual ou argumento gay pelo qual muitas pessoas bem intencionadas se deixaram enganar. Por exemplo, deixar-se levar pela falsa culpa bastante cultivada pelos nossos adversários. Iremos expor as mentiras, táticas esquerdistas e pensamentos errôneos que estão na raiz das concessões ideológicas e espirituais das pessoas ante o ardente ativismo gay.
O que se segue é um esboço das nossas resoluções para o Ano Novo. Algumas delas terão pontos em comum, mas cada item funciona de maneira independente como uma resposta a pensamentos errôneos aceitos na ficção dos ativistas homossexuais.  Espalhe-as entre seus amigos, parentes e colegas de trabalho; elas foram feitas para todos os que se sentem desgastados pela onipresente propaganda pró-homossexualismo na sociedade. Temos que admitir: todos nós somos afetados pela manipulação da mídia na questão homossexual, e precisamos voltar a ter confiança para defender o que é certo.
Nota do editor com relação à posição cristã do AFTAH: o Americans For Truth [Americanos pela Verdade sobre o Homossexualismo] é uma organização abertamente cristã, talvez mais do que a maioria dos grupos pró-família. Por isso, utilizamos a Bíblia e mencionamos Jesus Cristo em nosso trabalho. No entanto, os princípios morais e práticos que expomos são universais e interessam a um público muito mais amplo; até para agnósticos com consciência moral e que reconhecem que o homossexualismo é antinatural e não deveria ser estimulado pelas elites governamentais e culturais. O AFTAH é apoiado por pessoas de todas as religiões e até não religiosas, e serão bem-vindos todos os que concordam com nossa missão de voltar à sexualidade saudável (real, homem-mulher) no casamento.
Espero que aproveite as resoluções do AFTAH. A lista pode ser expandida, então convidamos todos a mandarem suas próprias ideias. Mande um e-mail para: americansfortruth@gmail.com. Que o Senhor o ajude a falar corajosa e abertamente pela Verdade (em amor genuíno e temente a Deus) em 2013! – Peter LaBarbera, www.AFTAH.org

Vinte Resoluções para Defensores da Família que Lutam Contra a Agenda ‘Gay’ e Transgênero em 2013

1) Saia da defensiva e vá para o ataque (livre-se daquela falsa culpa e da paralisante ambivalência; VOCÊ está defendendo a Verdade; ativistas homossexuais estão promovendo imoralidade, auto-ilusão e mentiras.
2) Siga a Deus e não ao homem (sustentes suas crenças bíblicas). Você teme a Deus ou à reação das pessoas?
3) “Questione a Autoridade”: Não acredite nas elites (nem mesmo nos “conservadores”) quanto à questão homossexual (por exemplo, a recente rendição de Newt Ginrich, pedindo a acomodação do Partido Republicano à “igualdade do casamento”). [Veja Números 9 e 12.]
4) Volte a focar no COMPORTAMENTO e suas consequências (pesquise “HSH [homens que fazem sexo com homens] e HIV”, ou “HSH e sífilis” no Google...)
5) Saia do campo de argumentação dos oponentes: isso começa restaurando a linguagem honesta no debate (por exemplo, a falsificação do “casamento” homossexual não é equivalente ao verdadeiro, de maneira que o termo gay “igualdade do casamento” é espúrio).
6 ) Reconheça, rejeite e refute a propaganda e as mentiras homossexuais (por exemplo, defender a moralidade não é nem “ódio” nem fanatismo).
7) Entenda que esse debate de fato é sobre o homossexualismo, e não apenas de “defender o casamento”.
8) [Consequência] Mantenha-se nos seus princípios; prometa a si mesmo: Eu NUNCA direi o farei nada que afirme o comportamento homossexual, bissexual ou de confusão de gênero (“transgênero”) como aceitável.
9) Não confie nos ditos republicanos, nem coloque a agenda deles diante da Deus. Incite-os a LIDERAR e fazer o que é certo (e aos democratas morais, é preciso enfrentar o mal dentro de seu partido). [Veja #3.]
10) Adote o senso comum e arregimente-se nele; livre-se do politicamente correto (por exemplo, será que o lugar de homens transexuais com seios falsos e pênis reais é no banheiro feminino?)
11) PARE de presumir que as vitórias gays são inevitáveis e não reversíveis (e não se sujeite ao intenso viés pró-homossexualismo da mídia).
12) [Relacionado ao #3] Pense por conta própria e não confie na FOX News para defender a Verdade sobre o homossexualismo (por exemplo, você sabia que Bill O’Reilly mudou de lado?).
13) Desafie a mídia esquerdista e o establishment educacional em seu rotineiro viés pró-homossexualismo e anticristão.
14) Informe um libertário a respeito da clara e presente ameaça que todas as leis pró-LGBT (incluindo o “casamento” homossexual legalizado) representam a todas as liberdades civis e religiosas.
15) Informe um ativista pró-vida sobre a ameaça da extensa agenda homossexual-bissexual-transgênero (muitos ativistas pró-vida são ingênuos e ignorantes a respeito da agenda homossexual e seus muitos paralelos com seu principal objeto de preocupação).
16) Seja um cristão verdadeiramente atencioso e compassivo (o amor e a amizade tenaz e divina exigem que você sustente os valores sexuais bíblicos e guie seus entes queridos para longe de comportamentos pecaminosos e destrutivos, além de inconstantes).
17) Seja um Guerreiro Feliz e entenda a visão mais ampla: defender a Verdade é algo VIRTUOSO, e além disso: não é a nossa verdade, é a verdade de Deus (e não faça o jogo do estereótipo dos nossos oponentes, de que cristãos são falsos moralistas e hipócritas raivosos).
18) Não seja preguiçoso: PENSE!… depois aja (não precisa ser gênio para refutar mitos, chavões e argumentos gayzistas).
19) Aborde pacientemente um jovem sobre o assunto: cabe a eles reinventar séculos de tradição judaico-cristã e dos ensinamentos sobre o amor, relacionamentos, família e casamento? (Resposta: não, mas primeiro precisamos entender o zeitgeist cultural pelo qual eles enxergam o mundo, além do constante fluxo de desinformação LGBT que estão absorvendo, antes que possamos responder a isso).
20) Reserve o maior da sua indignação para os que defendem o homossexualismo em nome de Deus, do tipo gayzistas religiosos (“cristianismo gay” é pura fraude, e eles precisam ser mais cobrados).
Traduzido por Luis Gustavo Gentil do original do Americans for Truth: 20 Resolutions for Pro-Family Advocates Battling the ‘Gay’ and Transgender Agenda in 2013
Outros artigos que mencionam Peter LaBarbera:

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Vacina H1N1 provoca doença do sono incurável em 800 crianças na Europa.

"Distúrbio do sono incurável afeta cerca de 800 crianças que tomaram vacina contra H1N1 na Europa"


Cerca de 800 crianças europeias desenvolveram narcolepsia – uma doença incurável que causa crises de sono incontroláveis durante o dia – após terem recebido a vacina Pandemrix, contra o vírus da gripe H1N1 ('gripe suína'), produzida pela GlaxoSmithKline.

A jovem Emelie Olsson, de 14 anos, é uma delas. Ela tem dificuldade de se manter acordada durante o dia e perde aulas com frequência por causa do problema. Ao acordar, ela às vezes fica paralisada, com falta de ar e sem conseguir pedir ajuda. Além disso, ela tem pesadelos e alucinações.

Países como a Finlândia, a Noruega, a Irlanda e a França também registraram aumento nos casos de narcolepsia em crianças após a implementação da vacina. Por causa disso, a agência reguladora de remédios europeia decidiu restringir o uso da vacina em jovens abaixo dos 20 anos.

O médico responsável pela área de vacinas da GlaxoSmithKline, Norman Begg, afirmou que a companhia está comprometida em solucionar a questão, mas também disse que ainda não há evidência científica suficiente para associar a vacina à doença.

Já para o médico Emmanuel Mignot, da Universidade de Stanford (EUA), considerado um dos maiores especialistas em narcolepsia do mundo, não há dúvidas de que a vacina fez aumentar a ocorrência de narcolepsia. Mas ele concorda que ainda é preciso fazer mais pesquisas.

Mais de 30 milhões de pessoas de 47 países receberam a vacina da Glaxo entre 2009 e 2010. A companhia diz que 795 pessoas foram diagnosticadas com narcolepsia na Europa desde o início do uso da vacina.

Segundo o Ministério da Saúde, a vacina adquirida em 2010 para imunização contra a H1N1 no Brasil não é a Pandemrix e não houve nenhum caso de narcolepsia no país.

Os cientistas ainda estão pesquisando o que, na vacina, pode deflagrar a doença. Alguns sugerem que é o adjuvante, chamado de AS03. Outros, que é o próprio vírus H1N1 o responsável por causar narcolepsia em pessoas geneticamente predispostas.

Mas os especialistas concordam que é preciso cautela para não gerar pânico na população. "Ninguém quer ser o próximo Wakefield", disse Mignot à Reuters, referindo-se ao médico britânico Andrew Wakefield, que perdeu seu registro após ter associado a vacina contra sarampo, caxumba e rubéola ao autismo.

Equipes independentes de pesquisadores já publicaram estudos revisados por outros especialistas na Suécia, na Finlândia e na Islândia. Todos eles mostraram que o risco de narcolepsia aumentou de sete a 13 vezes entre as crianças que tomaram a vacina, em comparação com as que não tomaram.

O médico especializado em saúde pública Goran Stiernstedt, da Suécia, questiona se valeu a pena imunizar a população - ele ajudou a coordenar a campanha no país.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a pandemia de gripe H1N1, de 2009 e 2010, causou 18.500 mortes, embora um estudo publicado no ano passado conclua que o número foi 15 vezes maior.

Stiernstedt estima que a vacinação evitou a morte de 30 a 60 pessoas por gripe. Mas pode ter deflagrado 200 casos de narcolepsia, uma doença incapacitante. Para ele, trata-se de uma "tragédia médica".

Já o diretor de imunizações do governo britânico, David Salisbury, acredita que, diante de uma pandemia, o risco de morte é bem mais grave que o risco de narcolepsia. Para ele, caso os pesquisadores tivessem dedicado mais tempo às pesquisas com a vacina, muito mais gente teria morrido.

Fonte: Uol (Com Reuters e Folha.com)

domingo, 20 de janeiro de 2013

3 Dicas para Virar a Mesa em um Debate sobre A Questão Homossexual


Nesta postagem, quero ajudá-lo a virar a mesa em uma conversa ou debate.

Primeira Dica: Peça Previamente por Tolerância

Greg Koukl, em seu blog, escreve:
Se você é colocado em uma situação onde você suspeita que suas convicções serão rotuladas como intolerantes, fanáticas, preconceituosas, e discriminatórias, vire a mesa.
Quando alguém pede a sua opinião sobre uma questão moral, antes de dar seus comentários faça uma pergunta. Diga:
“Sabe, essa é realmente uma questão muito pessoal que você está perguntando e eu ficaria feliz em respondê-la. Mas antes de fazê-lo, quero saber se você se considera uma pessoa tolerante ou intolerante. É seguro dar a minha opinião, ou você vai me julgar pelo meu ponto de vista? Você respeita ideias diversas, ou você condena os outros por terem convicções que são diferentes da sua?”
Deixe-o responder. Se ele disser que é tolerante (o que provavelmente fará), então, quando você der o seu ponto de vista, será muito difícil para ele chama-lo de intolerante ou preconceituoso sem parecer culpado também.
Esta resposta aproveita o fato de que não há um que seja terreno moralmente neutro. Todo mundo tem um ponto de vista que acha certo e todo mundo julga, em um momento ou outro. O cristão recebe o estereótipo como sendo julgador, mas todo mundo está julgando também. É uma consequência inevitável de se acreditar em qualquer tipo de moralidade.

Segunda Dica: Combata os Mitos

A “agenda gay” está amplamente baseada no poder da mídia e em dados duvidosos. Um desses dados é a afirmação do “genocídio homossexual”, o qual alega que “a cada três dias um homossexual é assassinado no Brasil”. Contudo o que este dado não mostra é que  boa parte desses assassinatos são por motivos relacionais (homossexuais matando homossexuais) e que, como aponta Solano Portela na postagem Genocídio Homossexual?:
A cada ano, 50.000 brasileiros são assassinados, o que dá 138 brasileiros por dia, ou 414 a cada três dias. Se a questão é que “um homossexual é assassinado a cada três dias”, isso dá 1 a cada 414 pessoas. Ou seja, 0,25% dos assassinatos totais.

Terceira Dica: Mostre que há outros pecados

Trevin Wax, na excelente postagem “Como deveriam ser os debates sobre homossexualidade” (você deveria ler), sugere a seguinte resposta:
Apresentador: Então como você concilia o mandamento de amar todas as pessoas com uma posição sobre o homossexualismo que alguns diriam ser radicalmente intolerante?
Pastor (sorrindo): Se você acha que a minha posição sobre homossexualismo é radical, espere até ouvir no que mais eu acredito! Eu creio que um casal de adolescentes que fazem sexo no banco de trás do carro estão pecando. O casal heterossexual que não é casado mas moram juntos ali na esquina, para mim, está pecando. De fato, qualquer atividade sexual que ocorre fora da aliança do casamento entre um marido e sua esposa é pecado. Mais ainda, Jesus leva essa ética sexual um passo além e vai ao cerne do assunto. Isso significa que cada vez que eu simplesmente desejo sexualmente outra pessoa, estou pecando. A visão radical de Jesus sobre o sexo nos mostra todos como pecadores sexuais, e foi por isso que ele veio morrer. Jesus veio para salvar pecadores, homo e heterossexuais, e transformar nossos corações, mentes e comportamentos. Porque ele morreu por mim, eu devo tudo a ele. E como seguidor de Jesus, procuro obedecer tudo que ele diz sobre sexo e moralidade.
Você pode ver mais dicas nesse artigo de Wax, como:
  1. o que responder quando dizem que você está defendendo o ódio,
  2. é possível ser cristão e gay
Não deixe de ler.

Espero que essas dicas o ajudem. Para uma análise mais profunda da moralidade sexual moderna confira o excelente livro de Albert Mohler: Desejo e Engano.

Fonte: http://redencaoeterna.blogspot.com.br/, via blog Abraoolho

sábado, 19 de janeiro de 2013

Ator John Depp, que apoia o Homossexualismo, foi trocado pela Namorada por uma Lésbica. Feitiço virou contra o Feitiçeiro.

Namorada bissexual de Johnny Depp troca ator por mulher

A atriz americana Amber Heard (ao centro na foto), a namorada bissexual de John Depp, não está mais com o ator. Ele foi trocado pela modelo francesa Marie de Villepin (à esquerda), filha do ex-primeiro-ministro francês Dominique de Villepin (entre 2005 e 2007).

Depp, de 49 anos, havia iniciado um romance com Amber após se separar da cantora Vanessa Paradis.
Segundo o "Sun", Amber se cansou da variação de humor do astro de Hollywood. Amigos disseram que Depp está arrasado, pois ele e Amber teriam planejado formar uma família.

Amber e Marie, ambas de 26 anos, foram apresentadas em outubro do ano passado e acabaram ficando muito próximas.

Fonte: oglobo

Médicos nazistas: Hitler era gay e tomava hormônios femininos

Julio Severo

Médicos nazistas: Hitler era gay e tomava hormônios femininos

Posted in Adolf Hitler, hormônios femininos, nazismo by juliosevero on 18 de janeiro de 2013

Médicos nazistas: Hitler era gay e tomava hormônios femininos

Anotações recentemente descobertas de uma entrevista que o Exército dos EUA fez com os ex-médicos do ditador nazista Adolf Hitler revelam que o louco tinha tendências homossexuais, não dormia no quarto da namorada Eva Braun e se drogava com múltiplas drogas, inclusive hormônios femininos.
Escrita em notas taquigráficas irregulares, o interrogador militar americano Herman Merl, técnico médico nascido em Viena recrutado para entrevistar os médicos de Hitler Karl Brandt e Theodor Morell, rabiscou “Sexo Homossexual” em seu caderno de apontamentos onde ele avaliava a sexualidade do assassino de massas.
Ele então escreveu: “Eva Braun = quartos separados” antes de acrescentar “hormônio feminino — injeção de 50.000 unidades”. Em outra parte, ele escreveu: “[Na interrogação, os médicos] me contaram sobre a vida dele com Eva Braun e as relações sexuais dele”.
As anotações estão indo para leilão no final deste mês num dos principais vendedores de artefatos históricos dos EUA, a Casa de Leilões Históricos Alexander em Chesapeake City, Md. A Alexander está oferecendo também para leilão outras importantes relíquias do Terceiro Reich, inclusive um conjunto de chá do esconderijo de montanha de Hitler e os diários de Josef Mengele. Muitos colecionadores judeus e museus compram esses artefatos.
Traduzido por Julio Severo do artigo do jornal The Washington Examiner: Nazi doctors: Hitler was gay, took female hormones
Leitura recomendada:

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Ativista Gay detona: "Sou gay e francesa: Não quero matrimônio nem adoção homossexual"


Líder do grupo Homovox
"Sou gay e francesa: Não quero matrimônio nem adoção homossexual"

Nathalie de Williencourt (foto Facebook)
PARIS, 15 Jan. 13 / 01:37 pm (ACI/EWTN Noticias).- Nathalie de Williencourt é uma lésbica francesa e uma das fundadoras de Homovox, uma das maiores associações de gays da França. À diferença do que afirmam certos meios de imprensa, considera que a maioria de homossexuais, incluindo ela mesma, não querem nem o matrimônio nem a adoção de crianças e estão em desacordo com o projeto de lei do presidente François Hollande de legalizar ambas práticas.

Em uma entrevista concedida no dia 11 de janeiro ao site de notícias italiano Tempi.it, Nathalie assinalou que "o casal homossexual é diferente do heterossexual por um mero detalhe: não podemos dar origem à vida".

Williencourt afirmou com claridade: "sou francesa, sou homossexual, a maioria dos homossexuais não querem nem o matrimônio, nem a adoção de crianças, sobre tudo não desejamos ser tratados do mesmo modo que os heterossexuais porque somos diferentes, não queremos igualdade, mas justiça".

A líder gay assinalou ainda que os próprios homossexuais "acreditam que as crianças têm direito a ter um pai e uma mãe, possivelmente biológicos, que possivelmente se amem. Uma criança que nasce do fruto do amor de seu pai e de sua mãe tem o direito de sabê-lo. Se os casais homossexuais adotarem crianças que já estão privadas de seus pais biológicos, então (as crianças) estariam sem um pai e sem uma mãe pela segunda vez".

"Os casais heterossexuais estão esperando anos para poder adotar uma criança, e corre-se o risco que muitos países não permitam mais adoções a cidadãos franceses se esta lei for passada, já que países como a China e outros da Ásia contam com procedimentos que excluem casais do mesmo sexo".

"Isto significaria fazer que a adoção por casais conformados por um homem e uma mulher seja ainda mais difíceis", acrescentou Williencourt.

A porta-voz do Homovox considerou logo que a família, constituída sobre o matrimônio entre um homem e uma mulher, é a base para a paz.

"A paz se constrói na família e para ter paz na família é necessário dar às crianças a imagem mais natural e mais segurança infunde para crescer e chegar a ser grande. Quer dizer, a composição clássica de homem e mulher".

Williencourt denunciou logo que "na França nos censuram (Homovox.com). Escuta-se sempre o lobby dos ativistas LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais) que sempre falam nos meios, mas a maior parte dos homossexuais estão irritados pelo fato de que esta organização faz lobby em nosso nome. Nós não votamos por eles para que nos representem". (Grifo nosso)

Nathalie explicou que os membros do lobby gay já têm uma ferida em relação à sua própria homossexualidade "porque não a aceitam, reivindicam ser como os heterossexuais. Em vez disso nosso movimento reivindica que os homossexuais sejam tratados de modo distinto que os heterossexuais porque somos diferentes".

"Não podemos pedir igualdade para situações que são diferentes. Não é a igualdade o que é importante, mas a justiça. É uma desigualdade justa e uma igualdade injusta", precisou.

Sobre sua oposição e a de toda sua associação ao projeto de lei impulsionado pelo presidente Hollande, Nathalie Williencourt disse que "eu e meus amigos gays não podemos ser acusados de homofobia, por não permitir a lei".

O que solicitam, explicou, é "um diálogo entre Hollande e o povo, porque ele tinha prometido que não ia aprovar uma lei à força se os franceses não estavam de acordo. Esperemos que se abra o diálogo com os Estados Gerais sobre o matrimônio e um referendum para consultar todos os cidadãos deste tema".

Homovox é a associação que reúne a maioria de homossexuais na França. A associação foi uma das organizações gays que marcharam pelas ruas de Paris no dia 13 de janeiro junto a mais de um milhão de pessoas em defesa do autêntico matrimônio.

Fonte: acdigital

domingo, 13 de janeiro de 2013

França: 800 mil Franceses protestam contra "Casamento Gay".




Com a participação de jovens, idosos e famílias inteiras, boa parte de caravanas do interior do país, milhares de franceses marcharam neste domingo, 13, nas ruas de Paris para protestar contra um projeto de lei do governo do presidente François Hollande que autoriza o casamento gay e - o que mais tem atraído oposição - permite que casais de pessoas do mesmo sexo possam adotar crianças.

O protesto, que teve apoio da Igreja Católica, contou com cerca de 350 mil pessoas, de acordo com cálculos da polícia - o que o torna a maior manifestação em Paris em 20 anos -, ou 800 mil pessoas, segundo anunciaram os organizadores, da frente Manif pour Tous (“Manifestação para Todos”).

Os manifestantes vieram para a capital francesa em cinco trens de alta velocidade, 900 ônibus e inúmeros comboios de carros. A marcha partiu de três pontos diferentes de Paris e, após 6 quilômetros, os grupos convergiram para a frente da Torre Eiffel, exibindo faixas como “Não ao casamento unissex” e “Somos guardiães do Código Civil”, e outras bem-humoradas, exibidas por crianças, como “Feito por papai e mamãe”.

“Nada temos contra diferentes formas de viver, mas achamos que uma criança precisa crescer com um pai e uma mãe”, disse Philippe Javaloves, um professor de literatura que participou de uma caravana de 300 pessoas da Província de Franche-Comté, no leste do país.

A humorista Frigide Barjot leu um manifesto exigindo de Hollande a retirada do projeto de lei e pedindo um debate nacional antes de a lei ir à votação.

Além da hierarquia católica, uma coalizão híbrida composta de famílias religiosas, políticos conservadores, muçulmanos e evangélicos acabou minando nos últimos meses o apoio ao projeto de lei do governo, que deve ser votado no fim do mês na Assembleia Nacional. Pesquisas feitas em agosto apontavam em torno de 65% de apoio à lei, índice que caiu para 52%, segundo sondagem divulgada neste domingo.

Hollande contava com a maioria parlamentar para aprovar a lei sem maiores sustos. Mas a mobilização nos últimos meses, centrada no veto à adoção e no registro de crianças concebidas por meio de inseminação artificial por casais gays, ameaça a aprovação do projeto de lei.

Registro. A união civil de casais gays é autorizada na França desde 1999. Os opositores do projeto de lei querem impedir que a união civil homossexual adquira o status de matrimônio, para que pessoas do mesmo sexo não possam registrar filhos. Pesquisa da revista Le Nouvel Observateur mostra que o país está dividido sobre essa questão: 50% são contra a adoção de crianças por casais homossexuais. Apesar do peso do protesto de ontem, o governo Hollande promete não recuar.

Para o porta-voz da ONG Inter-LGBT, que defende gays, lésbicas e transexuais, Nicolas Gougain, a mensagem dos organizadores do protesto de ontem embute uma homofobia implícita. “O projeto de lei não propõe alterar os direitos das famílias heterossexuais, e sim reconhecer os das famílias homossexuais”, disse Gougain.

Fonte: Estadão

sábado, 12 de janeiro de 2013

Estados Americanos não aceitam Presidente Pró-Gays e pedem separação da Federação, que é negada (Péssimo sinal)

"Casa Branca rejeita pedidos de independência de oito estados

Casa Branca nega que estados tenham direito de abandonar a União"

Shar©null / null
Bandeira dos Estados Unidos
Bandeira dos Estados Unidos: cidadãos de oito estados fizeram pedidos de independência

Washington - A Casa Branca rejeitou os pedidos de independência assinados por cidadãos de oito estados, ao lembrar que esse direito não está refletido na Constituição de EUA, que estabelece que a união do país deve ser 'perpétua'.

Em mensagem publicada nas últimas horas no blog 'We The People', dedicado a recolher pedidos populares, a residência presidencial se pronunciou sobre as solicitações de secessão do Texas, Flórida, Louisiana, Geórgia, Tennessee, Alabama, Carolina do Norte e Carolina do Sul.

'Nossos pais fundadores estabeleceram a Constituição dos Estados Unidos 'para formar uma união mais perfeita' através do duro e frustrante mas necessário trabalho do autogoverno', explicou na mensagem o Diretor do Escritório de Comunicações da Casa Branca , Jon Carson.

'Nesse documento, consagraram o direito de mudar nosso Governo nacional através do poder da cédula eleitoral. Mas não proporcionaram o direito de abandoná-lo', acrescentou.

Os pedidos ocorreram após a vitória do presidente Barack Obama nas eleições de novembro.

Todas os pedidos superaram as 25 mil assinaturas em um mês, o limite estabelecido pela Casa Branca para que os requerimentos dos cidadãos ao blog, desde finais de 2011, obtenham uma resposta oficial.
 

Você aceitaria cidadania da Russia Pró-Família, já que os EUA são hoje Pró-Gays e Anti-Cristãos?


Fonte: Voz da Russia

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Lésbica manda matar modelo para ficar com sua Noiva. 101º Crime Homossexual registrado neste Blog.

quinta-feira, 10/01/2013 - 11:06

"Crime passional: Morte de modelo foi planejada por mulher; Veja quem são os acusados"

A Polícia Civil da Paraíba prendeu quatro pessoas acusadas de participar do assassinato do modelo Dalmi Barbosa Filho, 24 anos. O crime aconteceu no dia 22 de dezembro do ano passado, na cidade de Santa Rita.

O crime foi planejado por Ana Paula Carvalho, conhecida por Paulinha, era apaixonada por Raquel Teófilo, noiva do modelo. Os acusados foram presos numa residência da capital. A arma usada no crime também foi apreendida.

O plano

A polícia esclareceu que Ana Paula Carvalho, conhecida por Paulinha, era apaixonada por Raquel Teófilo, noiva do modelo. Ela, inclusive, presenteou a jovem com um Iphone.

Ana Paula era amiga do casal, mas a relação mudou quando Dalmi começou a namorar com Raquel. A partir daí começaram os desentendimentos. Certa vez, Ana Paula foi até a casa da noiva do modelo a fim de procurar o seu gato que teria fugido. Raquel estranhou e registrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência no dia 29 de agosto relatando a invasão de Ana Paula ao apartamento.

Visivelmente abalada com o romance de Dalmi e Raquel, Ana Paula Carvalho procurou Mateus Alves da Silva que devia R$ 400 reais e disse que se ele matasse Dalmi, ela perdoaria a dívida. Ele então procurou Júlio Cézar Xavier do Nascimento, conhecido por Adauto, que atuava como traficante de drogas em Mangabeira. Mateus deu a Júlio César a quantia de R$ 100 para assassinar o modelo.

A arma usada foi emprestada por André Pedro da Silva. No dia do crime, Ana Paula marcou consulta ao dentista e avisou aos familiares. No entanto ela estava em Santa Rita articulando o crime.

A execução

Ana Paula foi buscar Júlio Cesar e Mateus e se dirigiram até Santa Rita Mateus foi até a academia verificar se o modelo estava no local. Depois, Ana Paula pegou um táxi e foi para o dentista, enquanto Júlio César e Mateus ficaram para executar a vítima.

Eles abordaram o jovem quando ele saía da academia, na rua José Vitelino da Rocha, e o mataram. Na fuga, levaram o celular, para caracterizar como latrocínio, roubo seguido de morte.

Feito isso, a dupla foi até o bairro de Mangabeira devolver o veículo a Ana Paula.

Segundo a polícia, antes de cometer o homicídio os acusados já tinham tentando por duas vezes, sem êxito, por que não encontraram a vítima.
Ana Paula, acusada de ser a mandante do crime
Fonte: Tambaú 247
Mateus Alves, um dos acusados

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

"Meio milhão de franceses sairão às ruas em defesa do matrimônio", ameaçados pelos Ativistas Gays.

10 janeiro 2013 Autor: Bíblia Católica | Postado em: Mundo8


PARIS, 10 Jan. 13 / 11:19 am (ACI/EWTN Noticias).- No próximo dia 13 de janeiro as ruas da França estarão lotadas por 500 mil pessoas em defesa do autêntico matrimônio e que expressarão sua desconformidade com o projeto de lei para legalizar as uniões homossexuais e a adoção por parte destes casais, uma iniciativa promovida pelo presidente Francois Hollande.

Em declarações ao grupo ACI, um dos organizadores da chamada “Marcha para todos”, Lionel Lumbroso, assinalou que a marcha representa a grande diversidade da população francesa, porque participarão pessoas de diferentes religiões e crenças políticas “podemos ver que estamos unidos com os valores republicanos”.

Pediu-se aos participantes que estejam vestidos com as cores azul, branca ou rosa, como fizeram na marcha de novembro que reuniu em diferentes cidades da França a 250 mil pessoas.

A marcha de 13 de janeiro percorrerá três rotas distintas que se unirão em Champs de Mars terminando debaixo da Torre Eiffel. “Quanto mais sejamos, é mais difícil sermos ignorados pelo governo”, disse Lumbroso.

Neste contexto, um total de 50 líderes muçulmanos franceses assinaram uma carta onde fazem um chamado urgente a 5 milhões de habitantes dessa religião do país a unir-se à marcha em Paris. “Protestaremos em 13 de janeiro, unindo-nos a esta campanha pluralista para preservar o matrimônio tradicional”, assinalam.

O projeto de lei para legalizar as uniões homossexuais na França se debaterá no parlamento em 29 de janeiro, proposta que também pretende permitir a casais do mesmo sexo a que adotem crianças, trocando as palavras “mãe” ou “pai” por “pai 1″ e “pai 2″.

Em 17 de novembro de 2012, nas principais cidades da França como Paris, Toulouse, Lyon, Marsella, Nantes, Rennes, Metz, Dijon e Burdeos 250 mil pessoas marcharam em defesa do autêntico matrimônio.

Derrubando o mito laicista de que a defesa do matrimônio é uma questão confessional, em Lyon marcharam juntos o Arcebispo, Cardeal Philippe Barbarin, e o reitor da mesquita muçulmana da cidade, Kamel Kabtane, quem assinalou que “compartilhamos os mesmos valores fundamentais e esses devemos defendê-los juntos”.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Causas da Homossexualidade - Pr. Paschoal Piragine e Prof. Saulo Navarro (Ex-Homossexual)




Segue abaixo um vídeo do Pr. Paschoal Piragine e Pr. Saulo Navarro. Uma palestra sobre as causas da Homossexualidade.
São informações, perguntas e respostas muito interessantes para todos os cristãos e para aqueles que querem deixar a homossexualidade.
Algumas passagens que ele indica:
Romanos 1:18 em diante: O Apóstolo Paulo descreve a HOMOSSEXUALIDADE como um Sintoma da humanidade caída e ele descreve como "NÃO-NATURAL" e "INDECOROSA". E sua descrição se aplica tanto a homens como a mulheres.
Coríntios 6:9 e 10: "Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus".
I Timóteo 1: 9 a 11: "Sabendo isto, que a lei não é feita para o justo, mas para os injustos e obstinados, para os ímpios e pecadores, para os profanos e irreligiosos, para os parricidas e matricidas, para os homicidas, Para os devassos, para os sodomitas, para os roubadores de homens, para os mentirosos, para os perjuros, e para o que for contrário à sã doutrina, Conforme o evangelho da glória de Deus bem-aventurado, que me foi confiado".
Há esperança para MUDANÇAS?  Biblicamente falando?
Veja o vídeo, reflita na mensagem e tire suas próprias conclusões:
Preste atenção sobre a terapia comprovada que que fala que entre 22 e 25% dos que solicitam ajuda para deixar a prática homossexual, conseguem!!

PARTE 1


PARTE 2


PARTE 3
PARTE 4

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Homossexual esquarteja sua irmã com a ajuda de seu namorado. Este é o Centésimo Crime Gay registrado neste Blog.

04/01/2013 21h06 - Atualizado em 05/01/2013 07h36

Adolescente esquarteja irmã com ajuda do namorado em Praia Grande

Corpo foi encontrado dentro de carrinho de feira em terreno baldio.
"Perdi a confiança nele", diz mãe dos irmãos.

Do G1 Santos

408 comentários


A polícia desvendou a morte de uma jovem de 27 anos, que foi encontrada esquartejada em um carrinho de feira em um terreno abandonado em Praia Grande, no litoral de São Paulo. O irmão da vítima, um adolescente de 16 anos, assumiu a autoria do crime, cometido com a ajuda do namorado dele, também adolescente, de 17 anos.

Segundo o investigador Adriano de Mattos, na hora do crime estavam os dois menores, a vítima e um terceiro irmão, de 14 anos, que ficou trancado no quarto com medo do que estava acontecendo. “Eles tiveram uma briga com a moça. Ele esfaqueou a irmã com a ajuda do seu namorado”, diz o policial.

A família é de São Paulo, mas se mudou em outubro para Praia Grande. O corpo de Ana Paula dos Santos Cani, de 27 anos, foi encontrado dentro de um carrinho de feira, abandonado em um terreno a uma quadra da casa da família.

De acordo com polícia, o crime aconteceu dia 23 de dezembro na casa da família. Ercília dos Santos Cani, mãe da vítima, ficou surpresa com a confissão do filho. “Eu não acreditei não. Nunca ia passar pela minha cabeça, todo mundo convivendo juntos, desde pequeno. E agora que confiança que eu vou ter nele, se ele fez isso com a própria irmã? Como que eu posso confiar nele agora?”, diz a mãe.
 
Fonte: G1

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

2013, mais cristianofobia?


Especialista italiano mostra que "um cristão é morto a cada 5 minutos". Teremos mais cristianofobia em 2013? E no Brasil? 4, janeiro, 2013

Nilo Fujimoto

Para o ano que se inicia há um fato que exige reflexão. O fato é que “estima-se que em 2012 morreram por sua fé 105.000 cristãos”*, segundo o sociólogo Massimo Introvigne, coordenador do Observatório da Liberdade Religiosa na Itália. Isto é, “um cristão é morto a cada 5 minutos”. Em declarações à Rádio Vaticana, o especialista sustentou que “as proporções são espantosas”.

Introvigne lembrou dos cristãos que atualmente sofrem perseguições no mundo ou que morrem por causa de sua fé: ”as zonas de risco são muitas, e se pode identificar basicamente três principais: os países onde é forte a presença do fundamentalismo islâmico – Nigéria, Somália, Mali, Paquistão e algumas regiões do Egito –, os países onde ainda há regimes totalitários de ideologia comunista, encabeçados por Coréia do Norte, e aqueles onde existem nacionalismos étnicos como o estado de Orissa, na Índia”, explicou.

“Certamente, em muitos destes países ire à missa ou assistir à catequese – na Nigéria houve uma matança de meninos que estavam no catecismo – transformou-se de per si em algo perigoso”, destacou Introvigne.

No Brasil ainda não sofremos a perseguição cruenta. Entretanto, pesa sobre nossas cabeças o Plano Nacional dos Direitos Humanos (PNDH-3) que tem demonstrado ser a defesa dos direitos da minoria radical em detrimento da maioria, já que o malfadado plano trata de privilegiar o laicismo de uma minoria contra a religiosidade de um povo majoritariamente conservador e cristão.

Nada nos fautores do PNDH-3 autoriza a que espíritos autenticamente vigilantes cedam à tentação de baixar a guarda diante o mutismo sobre o Plano. Na verdade, os membros do governo tentam agora implementá-lo, seja através do projeto de novo Código Penal, seja pelo Código Florestal e outras medidas.

O Instituto Plinio Corrêa de Oliveira, juntamente com beneméritas entidades, promoveu intensa campanha contra esse projeto, o que obrigou os mentores do PNDH-3 a silenciarem sobre o plano, e tentarem implementá-lo a conta gotas, através de outros projetos. (Clique aqui e saiba mais)

Ajoelhados ainda diante da singela manjedoura, aos pés do Rei do Universo, o Salvador dos povos, convidamos aos nossos amigos leitores a elevar preces ao Divino Infante rogando se digne pousar seu divino olhar sobre os perseguidos e martirizados em nome da verdadeira fé, e graças para sustentarmos, por Ele, esta luta, com vigilância, serenidade e fortaleza, contra as solertes investidas dos inimigos da Civilização Cristã, fruto de Seu sangue precioso. Pela intercessão da Virgem Santíssima, peçamos renovadas bênçãos para os próximos passos desta gloriosa luta.

* Fonte: Instituto Plínio Correia de Oliveira

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Exército sírio já combate na Jordânia


 
31.12.2012, 17:21, hora de Moscou




Síria, Jordânia, guerra informativa

EPA

Habitantes da área fronteiriça relatam combates entre unidades dos exércitos da Síria e da Jordânia.



A informação sobre os combates apareceu no jornal jordaniano As-Sabeel. O canal de televisão Al-Jazeera informa que um morteiro sírio atingiu uma mesquita no território jordaniano. Em resposta, os jordanianos deslocaram tanques para a fronteira e abriram fogo contra os sírios. A população civil fugiu ou se escondeu em abrigos subterrâneos antibombas.

O As-Sabeel sugere que o fogo foi resultado de tentativas do comando sírio de parar a deserção em massa dos soldados para a Jordânia.

A mídia governamental síria relata que as tropas repeliram a invasão de combatentes da Jordânia.

Fonte: Voz da Russia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...